NOVELA

'O que realmente importa é que os dois são felizes', diz Gabriel Leone sobre romance de personagem em 'Um Lugar ao Sol'

Seu personagem se apaixona por Rebeca (Andrea Beltrão) e os dois têm de enfrentar o olhar preconceituoso da sociedade

Estadão Conteúdo Bruno Vinicius
Cadastrado por
Estadão Conteúdo
Bruno Vinicius
Publicado em 01/12/2021 às 13:47
Globo/Divulgação
Andréa Beltrão e Gabriel Leone vivem romance em 'Um Lugar ao Sol' - FOTO: Globo/Divulgação
Leitura:

Um jovem à procura de si mesmo. É assim que Gabriel Leone vê o caminho de Felipe, seu personagem em 'Um Lugar ao Sol', novela das 21h da Globo. Na trama de Lícia Manzo, o rapaz cursou a faculdade de Psicologia, mas tem uma forte conexão com a música.

Ele começa a história namorando Bela (Bruna Martins), mas logo se apaixona por Rebeca (Andrea Beltrão) e os dois têm de enfrentar o olhar preconceituoso da sociedade, por ela ser mais velha do que ele. Além disso, há a relação complexa com a mãe, a cantora fracassada Júlia (Denise Fraga), de quem a avó Ana Virgínia (Regina Braga) tenta protegê-lo, por conta do vício da filha em álcool.


"A questão do alcoolismo é muito presente nas cenas. Na minha visão, o arco do Felipe é ir em busca dessa mãe, em quem nunca deixa de acreditar, e dele mesmo. O fato de seguir a profissão da avó fez ele deixar de lado os próprios desejos, outras possibilidades que tinha para se desenvolver profissionalmente. A Rebeca vem como um elemento para impulsioná-lo a correr atrás do que acredita", relata o artista.


No folhetim, Felipe foi criado pela avó, que é psicanalista. Influenciado por Ana Virgínia, acabou estudando o comportamento humano. De acordo com o intérprete, os personagens de seu núcleo familiar parecem se analisar o tempo todo. Para a relação do rapaz com Júlia, o ator se apoiou na ligação entre o músico John Lennon (1940-1980) e a mãe dele, Julia Lennon (1914-1958)


"Nas primeiras conversas com a Lícia (Manzo), ela me falou da inspiração na história de vida do John Lennon, que foi criado por uma tia. Quando ele foi buscar um laço com a mãe, ela morreu de forma trágica. O Felipe tem problema de convivência com a mãe por causa do álcool", comenta.


A paixão inesperada de Felipe por Rebeca, que é casada com Túlio (Daniel Dantas), será incompreendida pelas pessoas do círculo social da ex-modelo. O pai da personagem, Santiago (José de Abreu), será contra, apesar de manter uma relação com uma mulher mais jovem, Érica (Fernanda de Freitas). Até Ilana (Mariana Lima), a melhor amiga, compreenderá a situação com reservas.


"As nossas cenas eram especiais e isso levou a diferença de idade para outro lugar. O que realmente importa é que os dois são felizes. Nosso trabalho foi em cima disso. Foi incrível poder viver essa história com a Andrea (Beltrão)", afirma.


Como 'Um Lugar ao Sol' foi totalmente gravada durante a pandemia, o elenco se restringiu aos seus próprios núcleos. Gabriel, então, ficou mais tempo rodeado por Denise Fraga, Regina Braga e Andrea Beltrão. E, para o ator, as três foram importantes no processo de composição do personagem.


"Foi um sonho trabalhar com a Andrea, pois sempre fui fã dela. Quando o Maurício (Farias, diretor) me convidou, falou que uma das tramas do Felipe seria com ela. A gente construiu uma amizade e conseguiu levar isso para os personagens. E essa dinâmica de Denise, Regina e eu foi muito rica também", conta.


Além de 'Um Lugar ao Sol', Gabriel pode ser visto na reprise de 'Verdades Secretas', originalmente exibida em 2015. Recentemente, o ator voltou a interpretar Guilherme, marido de Angel/Arlete (Camila Queiroz), em uma curta participação na continuação da história de Walcyr Carrasco, disponível no Globoplay.


"O sucesso de 'Verdades Secretas' projetou, de certa forma, todos nós, jovens, que estávamos ali. Algumas cenas que fiz, principalmente dramáticas, tiveram uma resposta muito positiva do público e da crítica", relembra.

Comentários

Últimas notícias