POLÍTICA CULTURAL

Pernambuco dá início ao processo eleitoral do Conselho de Preservação do Patrimônio Cultural

Órgão colegiado tem por finalidade proporcionar a participação da sociedade no desenvolvimento de políticas no campo da cultura

Emannuel Bento
Emannuel Bento
Publicado em 04/01/2022 às 17:09
FUNDARPE/DIVULGAÇÃO
GOVERNO Fachada da FUNDARPE - Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco - FOTO: FUNDARPE/DIVULGAÇÃO
Leitura:

O Governo do Estado, por meio da Secult-PE/Fundarpe, lançou o edital que regulamentará as inscrições e o processo eleitoral para a escolha dos representantes (titulares e suplentes) da sociedade civil para o Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural de Pernambuco (CEPPC/PE). Clique aqui para acessar o documento.

As inscrições serão realizados por meio da plataforma digital on-line Prosas. O prazo para as habilitações é de 14 a 28 de janeiro de 2022. Já o resultado final do processo eleitoral, com a publicação dos resultados dos recursos e lista final dos habilitados, será divulgado até o dia 18 de fevereiro.

CEPPC é um órgão colegiado, propositivo, consultivo, técnico e deliberativo, vinculado a Secretaria de Cultura, tem por finalidade proporcionar a participação  da sociedade no desenvolvimento de políticas, projetos e ações conjuntas no campo da cultura e do patrimônio cultural.

O edital determina que o processo de escolha vai ocorrer a partir de formação de colégio eleitoral, em duas etapas: inscrição e habilitação para participação no fórum setorial de cada segmento e realização do fórum setorial, por segmento, para eleição de um conselheiro titular e um suplente.

Fóruns setoriais

Os fóruns setoriais serão divididos nos seguintes segmentos: 1) Arquitetura, Urbanismo, Geografia e Engenharia; 2) Arqueologia, História e Museologia; 3) Antropologia, Sociologia e Turismo; 4) Movimentos sociais de urbanismo e de meio-ambiente; 5) Centros de Documentação e Memória: Arquivos, Bibliotecas, Espaços de Memória e Museus; 6) Comunidades tradicionais e /ou religiosas, costumes, saberes e formas de expressão; e 7) Expressões Culturais de Pernambuco registradas como Patrimônio Cultural Imaterial.

As representações eleitas serão as duas mais votadas (titular e suplente) por segmento, para mandato de dois anos, renovados por igual período. Com datas já definidas no edital, os fóruns setoriais começam a ser realizados no dia 21 de fevereiro. A formação do CEPPC/PE é paritária. Metade das indicações é da sociedade civil, a outra é formada por representações governamentais.

Comentários

Últimas notícias