INDENIZAÇÃO

Por que Joelma terá que pagar indenização a recifense por queda de avião

Justiça determina que Joelma pague indenização de R$ 130 mil a Adriana Tibúrcio de Souza, que teve parte de sua casa destruída com queda de avião da Banda Calypso

Emannuel Bento
Cadastrado por
Emannuel Bento
Publicado em 07/06/2022 às 18:22 | Atualizado em 07/06/2022 às 18:33
FÁBIO NUNES/DIVULGAÇÃO
MÚSICA Joelma está realizando a turnê "Isso é Calypso" pelo Brasil - FOTO: FÁBIO NUNES/DIVULGAÇÃO
Leitura:

O acidente do avião da banda Calypso no Recife, ocorrido em 2008, ainda segue repercutindo judicialmente. A da 5ª Vara Cível da Capital do Tribunal de Justiça de Pernambuco deu cumprimento de sentença favorável, desde 2017, a Adriana Tibúrcio de Souza (que teve parte de sua casa destruída), obrigando a JC Shows Ltda, antiga empresa de Joelma e Chimbinha, a pagar indenização pelos danos.

Entretanto, como essa empresa se tornou insolúvel diante da separação do casal, que briga pelos bens, o advogado Henrique José Felix de Lima - que representa Adriana Tibúrcio de Souza - entrou com um pedido de desconsideração de personalidade jurídica, fazendo com que Joelma Mendes respondesse pelo processo.

"Desse modo, determino que a Diretoria Cível expeça o competente mandado de citação à segunda ré, Joelma da Silva Mendes", diz o despacho proferido pela juíza Kathya Gomes Velôso neste ano.

FÁBIO NUNES/DIVULGAÇÃO
MÚSICA Joelma está realizando a turnê "Isso é Calypso" pelo Brasil - FÁBIO NUNES/DIVULGAÇÃO
FÁBIO NUNES/DIVULGAÇÃO
MÚSICA Joelma está realizando a turnê "Isso é Calypso" pelo Brasil - FÁBIO NUNES/DIVULGAÇÃO
FÁBIO NUNES/DIVULGAÇÃO
MÚSICA Joelma está realizando a turnê "Isso é Calypso" pelo Brasil - FÁBIO NUNES/DIVULGAÇÃO
Instagram/Reprodução
Joelma surgiu com o rosto inchado e preocupou fãs no Brasil inteiro com vídeo - Instagram/Reprodução
Divulgação
A cantora Joelma - Divulgação

Até 2017, o valor solicitado à JC Shows era de R$ 61.519,03. De acordo com o advogado de Adriana, o valor já passa de R$ 130 mil na atualidade - com os percentuais de honorários, multas de execução e correção monetária.

De acordo com o advogado Henrique de Lima, a Banda Calypso recebeu de uma seguradora um valor de R$ 6 milhões pela queda do avião. Cerca de R$ 2 milhões foi destinado para indenizações das vítimas fatais e de moradores prejudicados. Porém, segundo a sua cliente, os advogados da JC Shows a ofereceram, na época, apenas R$ 5 mil para acobertar a destruição do seu domicílio, o que foi rejeitado.

Joelma, que está rodando o Brasil com a turnê "Isso é Calypso", seria citada no caso após ser intimada durante vinda ao Recife no último final de semana, para show no Forrozão do Galo. Como o evento foi adiado, essa intimação ainda não ocorreu. A reportagem do JC entrou em contato com a assessoria de imprensa da artista por e-mail e aguarda retorno.

Vítimas e feridos do acidente

Morreram no acidente Gilberto Silva, 46 anos, produtor da banda Calypso e passageiro da aeronave, e o piloto Eurico Pedroso Júnior.

Entre os feridos estavam o deputado federal Eduardo da Fonte (PP), Rogério Paes Silva, produtor da banda Calypso, e o empresário Valmir João de Oliveira.

O então superintendente-adjunto do Metrô do Recife (Metrorec), Davidson Tolentino, também estava na aeronave. 

Entenda como foi o acidente

Em 23 de novembro de 2008, um avião bimotor de pequeno porte pertencente à Banda Calypso caiu no bairro de San Martin, na Zona Oeste do Recife. Ele levava oito passageiros e dois tripulantes de Teresina (PI) para o Recife.

Dois passageiros morreram. Apesar do avião pertencer ao grupo, nenhum músico estava no voo. De acordo com notícias da época, a aeronave chegou a roçar uma das hélices no telhado de uma casa antes de cair.

Comentários

Últimas notícias