PERNAMBUCO

Filme pernambucano Carro Rei é o grande vencedor do Festival de Cinema de Gramado; confira lista

Longa dirigido por Renata Pinheiro conquistou o Kikito de Melhor Filme e outras quatro categorias

Nathália Pereira
Nathália Pereira
Publicado em 22/08/2021 às 23:44
Notícia
DIVULGAÇÃO
Matheus Nachtergaele, um dos destaques do filme, ganhou o Prêmio Especial do Júri por sua atuação - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

O filme pernambucano Carro Rei, dirigido por Renata Pinheiro, foi o grande vencedor da 49ª edição do Festival de Cinema de Gramado, realizada entre os dias 13 e 21 de agosto. O evento, que aconteceu de forma híbrida - mesclando filmes exibidos pela internet e televisão -, anunciou os premiados na noite do último sábado. Este é o segundo ano consecutivo em que Pernambuco leva a mais importante categoria do festival. Em 2020, o ganhador foi King Kong en Asunción, de Camilo Cavalcante.

Além do Kikito de Melhor Filme, Carro Rei conquistou também a premiação de Melhor Trilha, para DJ Dolores; Melhor Direção de Arte, para Karen Araújo; e Melhor Desenho de Som, a cargo de Guile Martins. Matheus Nachtergaele, um dos destaques do filme, ganhou o Prêmio Especial do Júri por sua atuação como Zé Macaco. O ator comemorou o resultado em seu perfil no Instagram. "Estamos muito felizes e agradecemos ao júri, ao Festival de Cinema de Gramado, e ao Canal Brasil todo o olhar e atenção pro nosso Carro Rei", escreveu.

 

Leia também: 'King Kong en Asunción', do pernambucano Camilo Cavalcante, é o grande vencedor do Festival de Gramado

Em seu discurso de agradecimento, Renata Pinheiro chamou a atenção para atual situação de descaso com a arte cinematográfica no Brasil. "Estou muito feliz. Queria agradecer a toda a equipe, mas tem que ser um agradecimento muito mais coletivo, não pelo meu filme, mas por essa voz que eu vou ter agora", pontuou a cineasta. "Porque a gente está passando por um momento muito difícil, de destruição total do nosso setor, um setor que emprega tanta gente, que dá chance para tantos talentos brasileiros entenderem o que é se comunicar, o que é criar uma expressão artística, e ser brasileiro. Estão querendo destruir a gente, e não pode. Muito obrigada, Festival de Gramado. SOS, Cinemateca, urgente. Muito obrigada a quem trabalhou nesse filme e em todas as produções brasileiras de cinema".

ENREDO

Na ficção científica distópica Carro Rei, Uno (Luciano Pedro Jr.) consegue se comunicar com automóveis desde a infância. Quando uma lei coloca a empresa da família do pai em perigo, ele busca ajuda em seu melhor amigo de infância, um carro. Com apoio do tio, transforma o amigo no Carro Rei, que conquista poderes humanos, como falar, ouvir e se apaixonar.

Também saíram premiados do Festival de Cinema de Gramado deste ano a atriz Glória Pires, como Melhor Atriz por A Suspeita (Pedro Peregrino); e Nando Cunha, Melhor Ator em O Novelo (Cláudia Pinheiro). A Melhor Direção foi para Aly Muritiba, por seu Jesus Kid; e o Melhor Filme Estrangeiro para La Teoría De Los Vidrios Rotos, do uruguaio Diego Fernández Pujol.

Confira a lista dos vencedores:

Melhor filme: Carro Rei, de Renata Pinheiro
Melhor filme gaúcho: Cavalo de Santo, de Carlos Eduardo Caramez e Mirian Fichtner
Melhor direção: Aly Muritiba (Jesus Kid)
Melhor ator: Nando Cunha (O Novelo)
Melhor atriz: Glória Pires (A Suspeita)
Melhor roteiro: Aly Muritiba (Jesus Kid)
Melhor fotografia: Bruno Polidoro (A Primeira Morte de Joana)
Melhor montagem: Tula Anagnostopoulos (A Primeira Morte de Joana)
Melhor trilha: DJ Dolores (Carro Rei)
Melhor direção de arte: Karen Araújo (Carro Rei)
Melhor atriz coadjuvante: Bianca Byington (Homem Onça)
Melhor ator coadjuvante: Leandro Daniel Colombo (Jesus Kid)
Melhor desenho de som: Guile Martins (Carro Rei)
Melhor filme (júri popular): O Novelo (Claudia Pinheiro)
Melhor filme (júri da crítica): A Primeira Morte de Joana (Cristiane Oliveira)
Prêmio especial do júri: Matheus Nachtergaele (por Carro Rei)
Melhor filme estrangeiro: La Teoría De Los Vidrios Rotos (Diego Fernández Pujol)
Melhor filme (júri popular): La Teoría De Los Vidrios Rotos (Diego Fernández Pujol)
Melhor filme (júri da crítica): Planta Permanente (Ezequiel Radusky)
Prêmio especial do júri: Planta Permanente (Ezequiel Radusky)

Comentários

Últimas notícias