MÚSICA

Bandas nordestinas Duque de Arake e Luaz lançam single contra a xenofobia; escute

'Todos em Um' é pedido por respeito, empatia e tolerância, dizem os artistas

Nathália Pereira
Nathália Pereira
Publicado em 24/09/2021 às 7:00
Notícia
ADRIANO SOBRAL / DIVULGAÇÃO
A pernambucana Duque de Arake foi formada há quase duas décadas, no bairro do Ibura, zona sul do Recife - FOTO: ADRIANO SOBRAL / DIVULGAÇÃO
Leitura:

Nordestinas, as bandas Duque de Arake, de Pernambuco, e Luaz, do Rio Grande do Norte, decidiram unir forças contra a xenofobia. Resultado disto, a faixa Todos em Um chega hoje (24) ao streaming. O trabalho tem elementos de rock, pop e afoxé, além, claro, de um pedido por respeito, empatia e tolerância, propondo visão crítica sobre os danos causados pelo preconceito.

O single é o quarto de uma leva de lançamentos da Duque, que está prestes a completar duas décadas de carreira. O grupo está em fase de preparação para seu novo show online, nos estúdio Casona, com participações de Carol Navarro (SuperCombo), Sapulha Campos (Plutão Já foi Planeta), Brunessa França (Sedutora), entre outros. A Banda Sedutora, aliás, foi parceira na música Atrazina, que fala sobre saúde mental na pandemia e foi liberado em fevereiro.

A exibição da nova live acontece no próximo dia 9 de outubro, através do canal do grupo no YouTube.

Leia também: Bandas Duque de Arake e Sedutora misturam rock com brega; escute 'Atrazina'

Leia também: Banda Duque de Arake celebra 18 anos de carreira com o álbum 'Na Estação'

Leia também: Plutão Já Foi Planeta vem ao nosso encontro

RETORNO

A Duque de Arake foi formada há quase duas décadas no bairro do Ibura, na zona sul da capital pernambucana. Em novembro de 2020, o grupo lançou, nas plataformas de audição por streaming, o álbum Na Estação, símbolo de dupla comemoração: pelo aniversário de 18 anos e também pelo retorno da banda, após 11 anos sem levar músicas inéditas para o público

"Aconteceu uma compilação de coisas que culminaram com esse tempo de estagnação. A gente vinha ensaiando, se apresentado, mas sem gravar algo novo, embora estivéssemos compondo durante os ensaios", conta Guga. "Na metade do ano passado, retomamos o trabalho de forma mais forte e com muita vontade de gravar, sabíamos que estava na hora", disse o o vocalista e compositor Guga Milfont ao JC à época.

Ouça Todos em Um abaixo:

Comentários

Últimas notícias