Desabafo

Em entrevista, Xuxa relembra episódio de agressão que sofreu durante votação da Lei 'Menino Bernardo'

A apresentadora contou também sobre seus projetos desenvolvidos durante a quarentena

JC
JC
Publicado em 17/07/2020 às 10:52
Notícia
Reprodução/ Uol
Xuxa Meneghel em entrevista ao OtaLab - FOTO: Reprodução/ Uol
Leitura:

Em entrevista a Otaviano Costa, transmitida na estréia do programa online da Uol "OtaLab", Xuxa relembrou diversos momentos de sua carreira e vida pessoal. Na conversa, a apresentadora contou sobre um episódio de agressão que sofreu de um político brasileiro durante a votação da Lei Menino Bernardo, aprovada em junho de 2014.

De acordo com Xuxa, em meio a votação da lei que proíbe o uso de castigos físicos ou tratamentos cruéis em crianças e adolescentes, um político relembrou um dos filmes protagonizados por ela. A obra em questão é "Amor Estranho Amor", filme de 1982 dirigido por Walter Hugo Khouri, onde Xuxa aparece nua deitada ao lado de um menino.

"A minha maturidade vem das coisas boas e das coisas ruins. Até as piores coisas que eu passei valeram a pena [...] Quando a gente tava brigando pra sair a lei do menino Bernardo, eu fui lá em Brasília, e um senhor da bancada evangélica falou: 'Como que uma pessoa que fez um filme no qual ela fica com um criança vem aqui falar sobre educar criança?'. Aquilo me deu um negócio... achei de uma grosseria, e a única coisa que eu fiz pra ele foi assim [sinal de coração com a mão]. [...] As pessoas também se sentiram mal por aquela agressão. Aí começaram a demonstrar que estavam do meu lado e votaram a favor. A lei foi aprovada naquele dia. Eu saí de lá pensando: 'Tem coisas que eu passei na minha vida, mas valeu a pena'", revelou a apresentadora. 

Para Xuxa, não há necessidade das pessoas se privarem de assistir ao filme citado. A gaúcha explica que a obra não se trata de uma biografia sua e que é apenas uma ficção, onde ela, como atriz, interpreta um personagem. 

Projetos na quarentena

A apresentadora revelou ainda que aproveitou a quarentena, por conta da pandemia de covid-19, para reunir algumas de suas memórias e experiências. A apresentadora garantiu que este período onde esteve consigo mesma por bastante tempo a preparou para o lançamento de um livro que conte sua história. 

"O que é quarentena pra gente? A gente com a gente mesmo. Nada mais do que você se lembrar das suas memórias, se lembrar de tudo que você viveu e vive diariamente. Aí comecei a buscar coisas que eu já tinha escrito, coisas que eu nunca tinha falado. Começou a sair muitas coisas legais, comecei a buscar fotos e achei muitas coisas (...) quando vi estava com o livro quase todo pronto", contou. "Muita gente vai ler e vai repensar as coisas."

Além do livro de memórias pessoais, a eterna 'rainha dos baixinhos' contou que durante o isolamento social se dedicou também a escrever cinco livros infantis.

 

Comentários

Últimas notícias