FLAGRA

Coronavírus: Polícia fecha lojas do Centro do Recife que insistiram em abrir após decreto estadual

Governo de Pernambuco decretou que apenas o comércio considerado essencial poderia continuar funcionando

Katarina Moraes Cássio Oliveira
Katarina Moraes
Cássio Oliveira
Publicado em 23/03/2020 às 12:10
Notícia
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Em ação de cumprimento do decreto estadual, a Polícia Militar de Pernambuco fechou lojas no bairro de São José - FOTO: FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Leitura:

Os poucos comerciantes que insistiram em abrir suas lojas na avenida Dantas Barreto, no bairro de São José, Centro do Recife, na manhã desta segunda-feira (23), tiveram que fechar as portas durante fiscalização da Polícia Militar, que cumpre o decreto do Governo Estadual que entrou em vigor nesse domingo (22), proibindo o funcionamento do comércio "não essencial" em Pernambuco, com intenção de frear a pandemia do novo coronavírus. A ação foi flagrada pela reportagem do JC.

FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Polícia Militar de Pernambuco fechou as poucas lojas do camelódromo da Dantas Barreto, no bairro de São José, que continuaram abertas nesta segunda-feira (23) mesmo após decreto do Governo do Estado que proíbe temporariamente o funcionamento do comércio não essencial - FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Polícia Militar de Pernambuco fechou as poucas lojas do camelódromo da Dantas Barreto, no bairro de São José, que continuaram abertas nesta segunda-feira (23) mesmo após decreto do Governo do Estado que proíbe temporariamente o funcionamento do comércio não essencial - FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Polícia Militar de Pernambuco fechou as poucas lojas do camelódromo da Dantas Barreto, no bairro de São José, que continuaram abertas nesta segunda-feira (23) mesmo após decreto do Governo do Estado que proíbe temporariamente o funcionamento do comércio não essencial - FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Polícia Militar de Pernambuco fechou as poucas lojas do camelódromo da Dantas Barreto, no bairro de São José, que continuaram abertas nesta segunda-feira (23) mesmo após decreto do Governo do Estado que proíbe temporariamente o funcionamento do comércio não essencial - FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Polícia Militar de Pernambuco fechou as poucas lojas do camelódromo da Dantas Barreto, no bairro de São José, que continuaram abertas nesta segunda-feira (23) mesmo após decreto do Governo do Estado que proíbe temporariamente o funcionamento do comércio não essencial - FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM

Entre os comércios fechados, esteve uma loja de acessórios de celular e outra de conserto de impressoras. O proprietário desta última, Luciano Francioli, de 48 anos, conta que insistiu em abrir o estabelecimento porque é sua única fonte de renda e criticou a medida do governo, que concede licença de funcionamento apenas para supermercados, padarias, mercadinhos, farmácias, postos de gasolina, casas de ração animal, depósitos de água mineral e gás, e serviços essenciais, como hospitais, abastecimento de água, gás, energia e internet.

A solução é essa? Fechar o comércio? Como a gente vai sobreviver?
Luciano Francioli, comerciante

“Será que a solução é essa? Fechar o comércio? Como a gente vai sobreviver? Porque a gente sobrevive daqui, então se a gente não trabalha, não ganha. Eu acho isso muito errado, muito mesmo. Acho que não é assim que se resolve”, desabafou Luciano, que vem todos os dias de Carpina, onde mora, e toca a loja com apenas um funcionário. Para ele, a melhor medida do Estado seria entregar álcool e máscara para os comerciantes.

Ele contou ainda que ouviu de um fiscal que o camelódromo poderia ser aberto durante a manhã, das 8h às 14h. “Desde semana passada que a gente escuta do fiscal que o camelódromo seria aberto das 8h às 14h da tarde e hoje fui obrigado a fechar”. A exceção de turno, no entanto, não consta no decreto. Por isso, a reportagem do JC contatou o Governo do Estado para esclarecer o suposto direcionamento, mas ainda não obteve resposta.

Entenda mais sobre o decreto

Em meio a pandemia do coronavírus, o Governo de Pernambuco anunciou, na sexta-feira (20), que iria fechar todo o comércio, serviços e construção civil a partir desse domingo (22). Supermercados, padarias, mercadinhos, farmácias, postos de gasolina, casas de ração animal, depósitos de água mineral e gás ficam abertos. Além desses estabelecimentos, continuam a funcionar obras e serviços essenciais, como hospital, abastecimento de água, gás, energia e internet. As obras de construção civil contratadas pelo serviço público serão decididas pelos respectivos entes federativos, como a União, Estado de Pernambuco e os municípios.

"Precisamos nesse momento que o maior número de pessoas fique em casa, para que tenhamos o mínimo de contato social. Estamos trabalhando também em uma série de ações para ampliar a rede de atendimento, como já anunciamos os 1.000 novos leitos exclusivos para o tratamento da covid-19", explica o governador. Ele também falou de ações para minimizar o impacto da economia.

À tarde, haverá outra coletiva de imprensa, pela internet, na qual serão divulgadas as novas ações do governo e dar mais detalhes das medidas restritivas que estão sendo adotadas.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Confira o mapa de casos

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada

 

Comentários

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias