Tecnologia

REC’n’Play anuncia datas para realização do festival em 2020

Edição deste ano contará com bastante conteúdo online em virtude do novo coronavírus

Lucas Moraes
Lucas Moraes
Publicado em 24/04/2020 às 19:55
Notícia
Divulgação
Rec'n'Play 2019 - FOTO: Divulgação
Leitura:

A quarta edição do Festival REC’n’Play, maior festival de experiências do Nordeste, já tem data para acontecer este ano. Além de ocupar espaços e ruas do Bairro do Recife, na capital pernambucana, em 2020 o festival também ampliará a cobertura de conteúdos online. Com atividades nas áreas de tecnologia, economia criativa e cidades, o REC'n'Play ainda irá fortalecer o caráter business, com um espaço dedicado ao mundo dos negócios, em parceria com o grupo Carvalheira.  

Realizado pelo Porto Digital e Ampla Comunicação, o REC’n’Play irá acontecer entre os dias 11 e 14 de novembro. Em sua quarta edição, o festival irá se adaptar à nova realidade imposta pela pandemia do novo coronavírus. 

"É um ano muito diferente, bastante desafiador, e que promove ainda mais os debates sobre o futuro das cidades - um espaço em que o Festival tem excelência. Por isso, vamos investir muito mais em conteúdo online”, diz o presidente do Porto Digital, Pierre Lucena.

“Para este ano, vamos trabalhar na qualificação do festival. Entre as iniciativas está o REC’n’Play Business, que será voltada para a questão de negócios mesmo, que terá uma duração um pouco menor do que a do festival, com três dias”, complementa. O grupo Carvalheira estará à frente da produção. 

 

Histórico

Em seu terceiro ano, em 2019, mais de 35 mil pessoas se inscreveram para participar do REC’n’Play. A quantidade de público interessado em discutir tecnologia, economia criativa e cidades superou a meta de chegar a 20 mil inscritos - que já teria superado os mais de 15 mil da edição 2018.

Se a quantidade de pessoas interessadas aumentou, o de atividades oferecidas durante o festival também saltou: de 250 na primeira edição, foi para 350 em 2018 e atingiu a marca de 500 workshops, oficinas, palestras, shows, hackathons, exposições e apresentações culturais. A programação contou com ainda mais protagonismo de mulheres com a participação de mais de 50% de curadores do sexo feminino, além de atividades voltadas para o público LGBTI+ por meio do programa Porto+.

A data para início das inscrições ainda não foi divulgada. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias