R$ 600

Saiba se você está entre as 4,9 milhões de novas pessoas que vão receber a 1ª parcela do auxílio emergencial

Pagamento de R$ 600 será feito para mais 4,9 milhões de beneficiários na próxima terça-feira (16) e quarta-feira (17) pela Caixa Econômica Federal

JC
JC
Publicado em 13/06/2020 às 11:38
Notícia
YACY RIBEIRO/JC IMAGEM
Os nascidos de janeiro a junho poderão movimentar digitalmente os valores pelo aplicativo Caixa Tem a partir da terça-feira (16) e os nascidos de julho a dezembro, a partir da quarta-feira (17) - FOTO: YACY RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

O pagamento da primeira parcela do Auxílio Emergencial do Governo Federal será pago para mais 4,9 milhões de beneficiários na próxima terça-feira (16) e quarta-feira (17) pela Caixa Econômica Federal. No total, serão disponibilizados mais R$ 3,2 bilhões.

» Terceira parcela do auxílio emergencial ainda sem data de pagamento

» Bolsonaro confirma mais duas parcelas do auxílio emergencial

Os beneficiários podem consultar se o cadastro foi aprovado pelos canais oficiais da Caixa: site auxilio.caixa.gov.br e aplicativo CAIXA | Auxílio Emergencial.

Os nascidos de janeiro a junho poderão movimentar digitalmente os valores pelo aplicativo Caixa Tem a partir da terça-feira (16) e os nascidos de julho a dezembro, a partir da quarta-feira (17).

Segundo o banco, as datas têm o objetivo de aprimorar o pagamento e evitar concentrações nos meios digitais e aglomerações nos pontos de atendimento e seguem portaria a ser publicada, prevendo o recebimento dos recursos por parte do Ministério da Cidadania.

Para o público que começou a receber a primeira parcela depois do dia 30 de abril, as datas de liberação da segunda parcela do benefício serão divulgadas posteriormente pelo Ministério da Cidadania.

Saque em espécie da poupança digital

Os beneficiários que optarem por sacar o benefício em espécie deverão seguir o calendário escalonado por mês de aniversário. Nas datas indicadas, eventual saldo existente será transferido automaticamente para a conta que o beneficiário indicou, sendo poupança da Caixa ou conta em outro banco.

Atendimento digital

A Caixa informa que a prioridade ainda é manter o atendimento digital. Dessa forma, o banco reforça a orientação de que os recursos do auxílio sejam movimentados por meio do aplicativo Caixa Tem.

O beneficiário que recebe pela Poupança Social Digital pode emitir o cartão de débito virtual para compras pela internet em sites e aplicativos que aceitam débito. A emissão do cartão é gratuita e a compra é debitada diretamente da conta, sem precisar sair de casa.

Para gerar o cartão, basta acessar o App e selecionar a opção Cartão de Débito Virtual, logo na tela inicial e seguir os passos. O aplicativo envia a imagem do cartão com os dados para o usuário utilizar na internet.

Para usar o Cartão de Débito Virtual basta informar os dados disponibilizados pelo App nos sites e aplicativos que aceitam débito. As compras são seguras porque para cada transação é gerado um código de segurança, enquanto nos cartões normais o número é sempre o mesmo. Para as compras recorrentes, o número é salvo e não é preciso gerar um código a cada compra.

Como pagar nas maquinhas com QR Code

Além da possibilidade de uso do cartão de débito virtual, que já estava disponível para compras online, o aplicativo oferece a opção “pague na maquininha”, nova forma de pagamento digital que pode ser utilizada nos estabelecimentos físicos habilitados.

A nova funcionalidade do Caixa Tem é por leitura de QR Code gerado pelas “maquininhas” dos estabelecimentos e que pode ser facilmente escaneado pela maioria dos telefones celulares equipados com câmera.

Quando o cliente seleciona a opção “Pague na maquininha”, no aplicativo Caixa Tem, automaticamente a câmera do celular é aberta. O usuário deve então apontar o celular para leitura do QR Code gerado na “maquininha” do estabelecimento.

Balanço

Desde o dia 9 de abril, quando teve início o pagamento do Auxílio Emergencial do Governo Federal, e considerando esse novo lote de pagamentos, o total de beneficiários com o auxílio creditado pela Caixa irá somar 63,5 milhões de pessoas, num total de R$ 79,8 bilhões.

O site auxilio.caixa.gov.br recebeu 1,27 bilhão de visitas e a central exclusiva 111 registra mais de 265,7 milhões de ligações. O aplicativo Caixa | Auxílio Emergencial conta com 95,6 milhões de downloads e o aplicativo Caixa Tem, para movimentação da poupança digital, ultrapassa 119,9 milhões de downloads.

FGTS emergencial

Na próxima segunda-feira (15), têm início a liberação de uma nova rodada de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A medida é uma das adotadas pelo governo para lidar com a crise econômica causada pelo novo coronavírus.

Também não há calendário definido para o pagamento destes valores, mas acredita-se que ele deve seguir o método que acompanha os meses de nascimento de cada trabalhador.

Senado aprova auxílio emergencial para trabalhadores da Cultura

O Senado aprovou o Projeto de Lei (PL) 1075/20 que destina R$ 3 bilhões para ajudar o setor cultural durante a crise provocada pela pandemia do coronavírus. O projeto também prevê a concessão do auxílio emergencial de R$ 600 aos trabalhadores da cultura que estão com as atividades suspensas por causa da pandemia.

O deputado federal Eduardo da Fonte (PP), um dos autores do projeto, atendeu a uma demanda dos artistas e garantiu que parte do recurso seja destinada a produções de eventos que possam ser transmitidos pela internet e pelas redes sociais, assim, pequenos artistas também poderão, por exemplo, ter uma fonte de renda com a transmissão de lives. Para começar a valer, o texto precisa ser sancionado pelo presidente da República.

Saiba como checar fraudes no auxílio emergencial e denunciar

O auxílio emergencial também tem sido alvo de fraudadores, que estão utilizando o CPF de terceiros para fazer o cadastro no programa e obter o benefício. Acessando o site do Dataprev, é possível descobrir se o seu CPF foi usado indevidamente para cadastro no programa e, em caso positivo, denunciar o crime.

Saiba como checar e denunciar fraudes no auxílio emergencial

1) Entre no site do Dataprev – https://consultaauxilio.dataprev.gov.br/consulta/#/

2) Preencha os dados solicitados (é preciso inserir o CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento). Em seguida, aperte em 'Não sou robô" e "Enviar".

3) Resposta

Quem não solicitou o benefício, deve receber a resposta "Requerimento não encontrado".
Se aparecer que o auxílio está em processamento, foi aprovado, não aprovado, há requerimento retido ou dados inconclusivos, significa que houve pedido feito com os seus dados.

4) Denúncia

Caso o site do Dataprev informe o registro do pedido e você não tenha feito, a orientação é denunciar diretamente ao Ministério da Cidadania por meio dos números de telefone 121 ou 0800-707-2003.

Mais duas parcelas

O governo federal decidiu pagar mais duas parcelas de R$ 300 do auxílio emergencial. O auxílio emergencial, inicialmente, foi previsto para ser pago em três parcelas de R$ 600 e é destinado a trabalhadores informais e autônomos. Mas a lei que foi aprovada pelo Congresso prevê a possibilidade de prorrogação por mais tempo. Essa foi a forma escolhida para prorrogar o auxílio durante a pandemia.

No início da semana passada, ainda estava incerto se a prorrogação seria de duas parcelas de R$ 300 ou três parcelas de R$ 200. Agora, no entanto, ficou decidido que a primeira opção será a escolha do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias