CONSUMO

Cesta básica no Grande Recife já compromete 43% do salário mínimo e tem variação de até 420% no preço de itens

Levantamento do Procon-PE percorreu 21 estabelecimentos da Região Metropolitana do Recife

JC
JC
Publicado em 09/09/2020 às 19:22
Notícia

DIVULGAÇÃO
Abras promete que o produto não vai altar na mesa do brasileiro - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

Ao visitar 21 estabelecimentos no Grande Recife, o Procon-PE constatou que a cesta básica na Região Metropolitana subiu 1,16% entre agosto e setembro, passando de R$ 444,06 para R$ 449,22. O impacto no salário mínimo já chega a 42,99%. O levantamento mostra que de um estabelecimento para outro, a diferença percentual pode chegar até 402,16%( caso do quilo da cebola) ou 420,17%, a exemplo da variação do pacote de absorventes com oito unidades.



A pesquisa foi realizada entre os dias 1º e 04 de setembro nos municípios de Recife, Olinda, Paulista, Camaragibe, Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho e Ipojuca. O levantamento toma como base a cesta básica mensal para uma família composta por quatro pessoas, sendo dois adultos e duas crianças.

“Estaremos atentos e fiscalizando os supermercados permanentemente para garantir mais essa ferramenta de consulta ao consumidor e, principalmente, verificar se os estabelecimentos estão praticando superfaturamento”, explica o secretário de Justiça e Direitos Humanos.

ALTA DOS ALIMENTOS

Em todo o País, a população veio acompanhando uma alta no preço médio de itens básicos. Nos supermercados, estão mais caros arroz, óleo de soja, feijão, carnes açúcar, frutas e verduras. De acordo com os produtores e o restantes de representantes da cadeia, o movimento de alta tem sido influenciado pelo aumento da demanda externa e interna. No Recife, a inflação do mês de agosto fechou em 0,46%. No ano, a alta é de 1,98%. Os alimentos puxam o índice para cima no período, acumulando aumento de 5,99%. 

Variação de preços


Itens * Variação


Arroz * 60,74%
Feijão mulatinho ou carioca * 86,17%
Açúcar cristal * 29,77%
Café em pó * 74,77%
Farinha de mandioca torrada * 172,22%
Fubá * 151,58%
Batata inglesa * 202,53%
Cebola * 402,16%
Ovos brancos * 70,88%
Alho * 132,08%
óleo de soja * 44,61%
Leite em pó integral * 140,56%
Macarrão espaguete * 94,34%
Biscoito maisena * 76,95%
Charque de segunda * 73,67%
Carne bovina de segunda * 47,94%
Frango inteiro * 81,62%
Salsicha * 71,53%
Margarina * 99,35%
Sabão em pó * 269,52%
Sabão em barra * 72,68%
Água sanitária * 55,46%
Lã de aço * 134,18%
Papel higiênico * 274,38%
Creme dental *203,20%
Sabonete * 218,18%
Absorvente * 420,17%

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias