COMBUSTÍVEIS

Com aumento na primeira quinzena de maio, preço da gasolina no Recife chega a R$ 5,69 o litro

Segundo presidente do Sindicombustíveis-PE, gasolina ficou mais cara por causa do "aumento absurdo" do etanol anidro, um dos componentes do combustível

Marcelo Aprígio
Marcelo Aprígio
Publicado em 19/05/2021 às 12:47
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Só na primeira quinzena do mês de maio, o valor do combustível subiu 0,19% em relação ao mês de abril em Pernambuco - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

Com informações de Cinthia Ferreira, da TV Jornal

Quem costuma visitar os postos de combustíveis de Pernambuco sentiu no bolso o impacto da alta do preço médio da gasolina na primeira quinzena de maio. No período, segundo um levantamento realizado pela ValeCard, empresa especializada em gestão de frotas, o litro do combustível ficou 0,19% mais caro no Estado. Nacionalmente, o incremento no preço foi ainda maior: 0,91% na comparação com abril. Nesta quarta-feira (19), uma equipe da TV Jornal percorreu diversos bairros do Recife e encontrou vários motoristas motoristas insatisfeitos com aumento do combustível. 

Em um posto no bairro das Graças, Zona Norte da capital pernambucana, o litro da gasolina estava custando R$ 5,49 na semana passada. Nesta quarta, o preço já estava em R$5,59. O álcool também deu uma subida. Estava R$4,49 e agora por 4,79. No bairro da Soledade, na área central da cidade, foi possível encontrar estabelecimento vendendo a gasolina por R$ 5,51, o litro.

O valor já elevado estava maior na Zona Sul do Recife. Em um posto na Avenida Domingos Ferreira, em Boa Viagem, o litro da gasolina estava por R$ 5,64. Em um outro, na Avenida Conselheiro Aguiar, no mesmo bairro, o preço estava ainda mais 'salgado': o litro do combustível custava R$ 5,69.

O motorista de aplicativo Rômulo de Oliveira tomou um susto quando parou no posto para abastecer. Ele reclamou que, com o aumento da gasolina a margem de lucro dele diminui. "O preço [da gasolina] está pesando demais no bolso. Além da taxa dos aplicativos ser alta, o combustível ainda está muito doloroso para nós. Por isso, já não consigo rodar mais com a gasolina. Não compensa. O valor está muito alto, quase R$ 6, e o álcool a R$ 5, que tem sido, por enquanto, nossa saída", afirmou ele.

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Motorista de aplicativo Rômulo de Oliveira - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM

Willian Eleutério também trabalha como motorista de aplicativo e conta que, para economizar, faz um malabarismo. "Está absurdo o valor dos combustíveis. Nós, motoristas, estamos nos 'virando nos 30' para poder trabalhar sem gastar muito', disse William.

O que motiva o aumento

Diante do aumento, o presidente do Sindicato de Combustíveis de Pernambuco (Sindicombustíveis-PE), Alfredo Pinheiro Ramos, explica porque esse movimento de alta está ocorrendo no Estado. Segundo ele, a gasolina ficou mais cara por causa do "aumento absurdo" do etanol anidro (cujo nome significa “sem água”), um dos componentes do combustível, e isso tem gerado um burburinho, inclusive, entre os revendedores de gasolina.

"O que ocasionou a alta, nessas duas últimas semanas, foi o aumento absurdo álcool anidro, que é colocado na gasolina em 27%. Para se ter uma ideia, o hidratado, que é aquele que se abastece no posto, ele subi em torno de R$ 0,30 a R$ 0,40 por litro para nós comprarmos. Então, cada revendedor vai fazer seu custo para determinar um preço de revenda", explicou Alfredo.

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Só na primeira quinzena do mês de maio, o valor do combustível subiu 0,19% em relação ao mês de abril em Pernambuco - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM

"Os donos de postos também estão reclamando do preço da gasolina. A gente não acha bom. Com a pandemia, nossas vendas caíram, mas os custos operacionais, como IPTU, energia elétrica e encargos trabalhistas continuaram os mesmos. Nas últimas semanas, a gente já vinha com o preço represado pela disputa de mercado", pontua Pinheiro Ramos.

Ele afirma ainda que não há perspectiva de redução nos preços porque isso depende de fatores como a cotação do dólar, o valor do barril de petróleo no exterior e a competição do mercado local.

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
aumento no preço da gasolina. - FOTO:BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Só na primeira quinzena do mês de maio, o valor do combustível subiu 0,19% em relação ao mês de abril em Pernambuco - FOTO:BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM

Comentários

Últimas notícias