TURISMO

Litoral Norte de Pernambuco ganha seu próprio Trade Turístico para desenvolver o turismo local. Saiba quais serão as primeiras ações

Entidade quer divulgar as atrações e ajudar no planejamento de políticas públicas destinadas a desenvolver o litoral entre as cidades de Paulista e Goiana, no Norte do Estado

Edilson Vieira
Edilson Vieira
Publicado em 06/07/2021 às 17:41
PREFEITURA DE IGARASSU/ DIVULGAÇÃO
ATRATIVOS Coroa do Avião, em Igarassu, é um dos locais mais visitados do Litoral Norte de Pernambuco - FOTO: PREFEITURA DE IGARASSU/ DIVULGAÇÃO
Leitura:

Empresários do ramo de hospedagem, donos de bares e restaurantes, bugueiros, pessoas ligadas ao meio ambiente, artesãos e comerciantes de vários setores se uniram para desenvolver o litoral pernambucano na região que vai desde o município de Paulista até as praias de Goiana, já na divisa com o estado da Paraíba. Sob a presidência do empresário Avelar Loureiro Filho, que também é presidente do Movimento Pró-Pernambuco (MPP), o Trade Turístico do Litoral Norte, criado há cerca de quatro meses, decidiu contratar uma consultoria para a elaboração do planejamento das ações. Antes, porém, a entidade quer atrair os olhares para a região através da promoção de eventos ainda este ano.

AÇÕES

Avelar conta que, no começo, a associação seria para criação do Trade Turístico de Maria Farinha, praia do litoral Norte com forte apelo para lazer e esportes náuticos, mas os integrantes acabaram expandido a associação como Trade Turístico do Litoral Norte. "Foi um movimento natural de canalização de forças. Nos organizamos e vimos que se não trabalharmos todo o território será difícil desenvolver um planejamento estratégico", diz Loureiro.

A ideia, inicialmente, é chamar a atenção para o Litoral Norte. "Estamos planejando uma ação entre dezembro deste ano e janeiro do ano que vem para realizar eventos como trilhas ecológicas, passeios ciclísticos, shows, coisas que movimentem o verão naquela região. Isso pode até servir para angrariar recursos para a contratação de empresas que façam um planejamento estratégico, o que seria o nosso segundo passo". O presidente do Trade Turístico do Litoral Norte quer traçar um planejamento amplo que contemple desde a infraestrutura, como vias de acesso às praias, até a organização das atrações que já existem.

Ficou definido que a entidade vai atuar em alguns eixos prioritários, como a engorda das praias, que foram reprimidas após a construção do molhe do Porto do Recife, na atração de empreendimentos turísticos de porte, na recuperação de mangues, no cuidado com as tartarugas marinhas e preservação das unidades de conservação; e na reativação da cadeia produtiva local, com ênfase no artesanato e gastronomia.

ATRAÇÕES

"Não se faz turismo sem hotel. A rede hoteleira é um dos grandes fatores responsáveis pelo sucesso de Porto de Galinhas. Precisamos discutir a questão fundiária daquela região. Quais locais poderiam receber incentivos para a indústria hoteleira? Eu não tenho dúvidas de que o Litoral Norte é extremamente rico. Nós temos o turismo histórico com as igrejas de Olinda e Igarassu, que são as primeiras do Brasil, temos matas imensas em Paulista, Itamaracá e Igarassu, temos turismo náutico em Maria farinha, temos um aeródromo em Igarassu, então temos um produto muito rico, o que está faltando é formatar".

Avelar Loureiro Filho pretende usar a experiência do Movimento Pró Pernambuco como interlocutor do setor produtivo junto ao Governo do Estado para inserir o poder público nas ações. "Os governos municipais,  federal e estadual também serão acionados. Vamos atrás também da iniciativa privada, mas para isso ter um planejamento estratégico é fundamental. Sem saber o que a gente precisa não tem como reivindicar coisas que faça sentido". diz Avelar Loureiro.

O empresário pontua ainda que no Litoral Sul houve a criação de um trade, mais ou menos com os mesmos atores, que deu visibilidade àquelas praias, sobretudo a Porto de Galinhas. "Houve planejamento, desenvolvimento da rede hoteleira, organização das atrações turísticas e dos serviços, investimento em infraestrutura e o resultado é que conseguiram tirar todo esse proveito. Acredito que agora é o momento de fazermos algo semelhante pelo Litoral Norte", conclui.

 

 

Comentários

Últimas notícias