NATUREZA

Mais de 600 filhotes de cavalo-marinho ameaçados de extinção são soltos no estuário do Rio Massangana, no Litoral Sul de Pernambuco

Os animais são da espécie Hippocamous reide

Rute Arruda
Rute Arruda
Publicado em 10/06/2021 às 15:56
Notícia
DIVULGAÇÃO
O rio fica localizado entre os municípios do Cabo de Santo Agostinho e Ipojuca - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

Um total de 650 filhotes de cavalo-marinho foram soltos no estuário do Rio Massangana, no limite dos municípios do Cabo de Santo Agostinho e Ipojuca, na área do território do Complexo Industrial Portuário, Litoral Sul de Pernambuco, nessa quarta-feira (9).  A soltura ocorreu por meio do Instituto Hippocampus, que mantém convênio com o Porto de Suape desde 2020.

DIVULGAÇÃO
Entre as características da espécie, está a mudança de cor conforme o ambiente - DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
Entre as características da espécie, está a mudança de cor conforme o ambiente - DIVULGAÇÃO

Os filhotes, da espécie Hippocampus reide, que tem como principais características a mudança de cor conforme o ambiente e o período de 12 a 15 dias para concluir o período gestacional, foram gerados em cativeiro e são crias de um cavalo-marinho oriundo do Rio Massangana. "Nessa fase, eles são plantônicos, ou seja, não possuem órgãos de locomoção, e estão sempre a favor da corrente. Vão seguindo com a corrente para onde ela os levar. Se a corrente estiver entrando mais para o rio, ficam no estuário. Se estiver seguindo para o mar, vão para o oceano", explicou a bióloga Rosana Beatriz Silveira, que resgatou o cavalo-marinho do rio.

"Todo esforço para conservar qualquer espécie ameaçada soma muito para o meio ambiente, tanto para os oceanos, rios e mangues, como para matas e florestas. Suape tem feito bastante nesses últimos anos para garantir uma boa conversa entre o homem e a natureza. O trabalho do Instituto Hippocampus é muito bonito e fico muito feliz de que o nosso porto faça parte disso", comentou o diretor de Meio Ambiente de Suape, Carlos Cavalcanti. 

O Instituto Hippocampus está em um espaço cedido pelo Porto de Suape no Centro de Treinamento (Cetreino). Anteriormente, ficava localizado em um prédio em Porto de Galinhas, no município de Ipojuca.

 


Comentários

Últimas notícias