FGTS

Caixa Econômica lança novo site do FGTS; veja como acessar

O site foi desenvolvido com base em uma pesquisa realizada com usuários da versão anterior

Luisa Farias
Luisa Farias
Publicado em 25/08/2021 às 18:46
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
LIBERAÇÃO Expectativa é de que a medida faça parte do pacote de R$ 100 bilhões para estimular a economia que deve ser anunciado depois do Carnaval - FOTO: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Leitura:

A Caixa Econômica Federal lançou nesta quarta-feira (25) uma nova página do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), no endereço www.fgts.gov.br. Ela foi elaborada com base em uma pesquisa realizada com usuários da versão anterior da página. 

De acordo com a caixa, são mais de 8 milhões de acessos ao site do FGTS por ano, com uma média de 660 mil por mês. Usuários de mais de 150 países visitam o endereço. Na nova navegação, o usuário tem acesso aos temas mais buscados já na primeira página. 

O conteúdo do site é responsivo, ou seja, se adapta a todos os tipos de tela e dispositivos, sejam computadores, tablets ou smartphones. Houve uma otimização dos motores de busca e localização de conteúdo, que passa a ser classificados nas áreas de Trabalhador, Empregador e Investimentos. Neste último há informações sobre aplicações do Fundo, Financiamentos e Programas do FGTS.

Na área da TV FGTS, ficam os vídeos explicativos produzidos pela própria caixa explicando sobre as questões relacionadas ao fundo e também as transmissões das reuniões do Conselho Curador do banco.  A Caixa desenvolveu uma página voltada para a transparência da instituição, com os subtemas Relatórios, Demonstrações Financeiras, Balanços e Balancetes do Fundo. 

Novidades

Neste ano, o Conselho Curador do banco retirou a ressalva do balanço do FGTS, um questionamento das auditorias que avaliava as demonstrações financeiras que foi inserido em 2015. Além disso, a Caixa também já efetuou o depósito do lucro do FGTS de 2020 em todas as contas dos trabalhadores vinculados ao fundo, antes do prazo final estabelecido para 31 de agosto.

Foram distribuídos R$ 8,129 bilhões, valor correspondente a 96% do lucro líquido de 2020, para as contas de 191,2 milhões de trabalhadores. A Distribuição de Resultado do FGTS está prevista em lei e consiste na distribuição do resultado positivo do FGTS.

O percentual foi definido pelo Conselho Curador do FGTS no último dia 17 de agosto. Para saber quanto terá depositado na sua conta, é preciso multiplicar o saldo da conta no dia 31 de dezembro de 2020 por 0,01863517. Esse fator significa que, na prática, a cada R$ 1 mil de saldo, o cotista receberá R$ 18,63. Quem tinha R$ 2 mil terá crédito de R$ 37,27, com o valor subindo para R$ 93,17 para quem tinha R$ 5 mil no fim de 2020.

O trabalhador com saldo positivo no FGTS em 31 de dezembro vai ter direito ao crédito de distribuição de resultado, mesmo que tenha sacado o dinheiro de lá para cá. Os que optaram pelo saque emergencial ou saque aniversário também terão direito a quantia. Apenas quem retirou todo o dinheiro e estava com a conta zerada em 31 de dezembro não receberá.

O dinheiro não fica disponível para saque, pois vai direto para a conta do FGTS. O saque só é permitido de acordo com as regras já previstas na legislação, como demissão sem justa causa, compra de imóvel e aposentadoria.

Comentários

Últimas notícias