Investimentos

Poupança valendo mais? Veja o rendimento com a nova Selic

Com nova taxa de juros, poupança fica mais atraente entre as opções na renda fixa

Lucas Moraes
Lucas Moraes
Publicado em 22/09/2021 às 20:23
Notícia
Marcello Casal jrAgência Brasil
Cofre, poupança, real, economia - FOTO: Marcello Casal jrAgência Brasil
Leitura:

Com mais uma elevação da taxa básica de juros (Selic) pelo Banco Central, para o investidor é importante ter em mente a competividade dos tipos de investimentos e o rendimento com a nova taxa de 6,25%. De acordo com a Associação Nacional de Executivos (Anefac), com a nova taxa os Fundos de Renda Fixa, por exemplo seguem perdendo competividade para a caderneta de poupança, sobretudo nas aplicações de menores valores. 

Segundo a Anefac, a caderneta de poupança vai continuar sendo uma excelente opção de investimento, principalmente sobre os fundos cujas taxas de administração sejam superiores a 1% ao ano. 

"Tal fato ocorre uma vez que a caderneta de poupança tem seu ganho garantido por lei (TR + 6,17% ao ano) e não sofre qualquer tributação diferentemente dos fundos de renda fixa que possuem tributação do imposto de renda sobre seus rendimentos, sendo maior esta tributação quanto menor for o prazo de seu
resgate além de ter a cobrança da taxa de administração cobrada pelos bancos", avalia a Anefac.

Tendo em vista a Selic em 6,25% ao ano, a poupança antiga e da poupança nova passam a ter a partir de agora o seu rendimento alterado de TR + 6,17% ao ano para um rendimento de 70% da Taxa Básica de Juros (Selic) mais a variação da TR.

Seja  a Poupança antiga ou a nova poupança, elas passam a ter a partir de agora o seu rendimento atrelado a 70% da Taxa Básica de Juros, e já ganha dos fundos na maioria das situações, sendo que quanto menor o prazo de resgate da aplicação bem como quanto maior for a taxa de administração
cobrada pelo banco, maior vai ser a vantagem da poupança frente aos fundos.

Com a Selic atual, a poupança só perde para os Fundos cujas taxas de administração sejam inferiores a 1% ao ano.

Veja simulações de como ficaria uma aplicação financeira no valor de R$ 10 mil pelo prazo de doze meses (considerando Selic estável em 6,25 % ao ano):


• Na Poupança antiga este investidor teria acumulado de rendimento o valor de R$ 617,00 (6,17% ao ano) totalizando um valor aplicado de R$ 10.617,00;

• Na Poupança nova este investidor teria acumulado de rendimento o valor de R$ 438,00 (4,38% ao ano) totalizando um valor aplicado de R$ 10.438,00;

• Em um Fundo de investimentos cuja taxa de administração seja de 0,50% ao ano este investidor teria acumulado de rendimento o valor de R$ 478,00 (4,78% ao ano) totalizando um valor aplicado de R$ 10.478,00;

• Em um Fundo de investimentos cuja taxa de administração seja de 1,00% ao ano este investidor teria acumulado de rendimento o valor de R$ 453,00 (4,53% ao ano) totalizando um valor aplicado de R$ 10.453,00;

• Em um Fundo de investimentos cuja taxa de administração seja de 1,50% ao ano este investidor teria acumulado de rendimento o valor de R$ 416,00 (4,16% ao ano) totalizando um valor aplicado de R$ 10.416,00;

• Em um Fundo de investimentos cuja taxa de administração seja de 2,00% ao ano este investidor teria acumulado de rendimento o valor de R$ 391,00 (3,91% ao ano) totalizando um valor aplicado de R$ 10.391,00;

• Em um Fundo de investimentos cuja taxa de administração seja de 2,50% ao ano este investidor teria acumulado de rendimento o valor de R$ 366,00 (3,66% ao ano) totalizando um valor aplicado de R$ 10.366,00;

• Em um Fundo de investimentos cuja taxa de administração seja de 3,00% ao ano este investidor teria acumulado de rendimento o valor de R$ 341,00 (3,41% ao ano) totalizando um valor aplicado de R$ 10.341,00;

Considerando uma aplicação em CDB, o investidor teria que obter uma taxa de juros de cerca de 85% do CDI para atingir o mesmo ganho obtido pela poupança nova, já que as aplicações em CDB’s pagam igualmente IR de acordo com o prazo de resgate da aplicação, segundo a Anefac.

Comentários

Últimas notícias