CUIDADOS

Ipem-PE orienta sobre compras de produtos na Black Friday

Não basta ficar atento aos preços. Antes de decidir por um produto na Black Friday, veja se ele segue padrões de fabricação seguros e eficientes

Edilson Vieira
Edilson Vieira
Publicado em 22/11/2021 às 15:30
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Brinquedos devem trazer indicação por faixa etária e instruções em língua portuguesa, mesmo que importados - FOTO: FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Leitura:

As ofertas da Black Friday podem ser uma excelente oportunidade para comprar o que você está precisando ou para adiantar as compras de Natal. Entretanto, para fazer um bom negócio, além do preço, é preciso considerar outros aspectos, como saúde, segurança, eficiência energética, entre outros. Para evitar contratempos nas compras, o Instituto de Pesos e Medidas de Pernambuco (Ipem-PE), autarquia do Governo vinculada à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), e órgão delegado do Inmetro, divulgou algumas dicas importantes para o consumidor.

Brinquedos

Os brinquedos devem trazer o selo do Inmetro e a indicação do produto por faixa etária. Esse tipo de medida evita acidentes que podem comprometer a saúde da criança. O Inmetro recomenda ainda que não compre artigos infantis no comércio informal, pois não há garantia de procedência. Produtos falsificados ou fabricados em indústrias clandestinas podem não atender às condições mínimas de segurança, especialmente em relação à toxicidade do material usado na fabricação, ou ainda conter partes pequenas demais que podem ser engolidas causando sufocamento ou ainda apresentar bordas cortantes.

Selecione o brinquedo considerando a idade, o interesse e o nível de habilidade da criança. A faixa etária a que ele se destina é avaliada de acordo com o desenvolvimento motor, cognitivo e comportamental da criança. A indicação de faixa etária deve constar na embalagem, assim como informações sobre o conteúdo, instruções de uso, de montagem e eventuais riscos associados à criança, além do CNPJ e do endereço do fabricante. As informações obrigatórias na embalagem demonstram a responsabilidade do fabricante ou importador.

Eletrodomésticos

Os eletrodomésticos estão entre os itens mais adquiridos durante a Black Friday. Fique de olho na Etiqueta Nacional de Conservação de Energia, a etiqueta do Inmetro informa sobre o consumo de energia através de uma escala colorida com letras de A a G, que apresenta os níveis de consumo do aparelho, dependendo do seu nível de eficiência energética. Assim é fácil saber, por exemplo, que um produto classificado com letra A é mais eficiente (gasta menos) do que um com a letra C.

No total, 183 tipos de eletrodomésticos possuem o selo do Inmetro, atestando que também foram avaliados quanto à segurança. Isso inclui: aspiradores de pó, máquinas de cortar cabelo, lava-louças, batedeiras e processadores de alimentos.

Os aparelhos que fazem mais barulho (liquidificadores e secadores de cabelo, por exemplo) devem ter esse selo na embalagem, informando a potência sonora em decibéis e classificando os aparelhos de 1 (mais silencioso) a 5 (menos silencioso).

Produtos têxteis

No caso dos produtos têxteis, como roupas e confecções, as informações contidas na etiqueta seguem critérios específicos. Devem conter informações em português, dados sobre o fabricante ou importador, incluindo a marca, CNPJ e o país de origem, e outras três informações sobre o produto em si: a composição têxtil (material utilizado na fabricação, se natural, sintético ou misto), os símbolos de cuidados com a conservação do produto e a informação de tamanho.

O consumidor que suspeitar de alguma irregularidade pode entrar em contato com a ouvidoria do Ipem-PE pelo 0800 081 1526 ou através do formulário de denúncia no site www.ipem.pe.gov.br.

Comentários

Últimas notícias