FESTAS

Consumidores em busca dos presentes de Natal, de última hora, no RioMar Recife

Centro de compras abriu às 10h e vai funcionar até 18h nesta sexta-feira, véspera de Natal

Margarida Azevedo
Margarida Azevedo
Publicado em 24/12/2021 às 13:27
Bruno Campos/ JC Imagem
Muita gente deixou pra fazer as compras nesta véspera de Natal - FOTO: Bruno Campos/ JC Imagem
Leitura:

Nesta sexta-feira (24), véspera de Natal, muita gente deixou para escolher os presentes para familiares e amigos na última hora. No Shopping RioMar, no Pina, Zona Sul do Recife, o movimento é intenso desde que o centro de compras abriu, às 10h. O local estará aberto até as 18h. Já no Centro do Recife, a movimentação foi menor do que em outros anos, segundo a percepção de quem foi à região para as últimas compras de Natal.

A advogada Suzany Dias, 29 anos, foi escolher um presente para o filho e outro para o marido. "Não tive tempo antes por causa da correria do dia a dia. Optei por vir logo cedo para evitar encontrar as lojas muito cheias", comentou. "Prefiro vir no shopping pela comodidade e pela variedade", afirmou.

A arquiteta Mariana Gomes, 35, tinha uma lista de 10 presentes para comprar. Estava com os três filhos para ajudá-la na tarefa. "Vim ontem sozinha para adiantar algumas compras, hoje trouxe as crianças para que escolhessem seus presentes", explicou Mariana.

O professor Antônio Paulo Cavalcanti, 44, levou o filho Paulo Miguel, 10, também para adquirir o presente do bom velhinho. "Ele escolheu um teclado e um mouse de computador específico para games", explicou Antônio. O conforto, a segurança e boa quantidade de opções para compras são pontos elencados por ele para ir ao Shopping RioMar.

VENDAS

Entre os vendedores, o clima é de otimismo. Luís Otávio Santos trabalha numa loja de tênis. "Essa semana houve um aumento entre 20% e 30% nas vendas. Esperamos um bom movimento hoje e também no domingo. Mesmo tendo passado o Natal, muitas pessoas ainda compram para a festa de Ano Novo", comentou Luís.

Artur Guilherme Balbino é funcionário de um quiosque de sandálias. "Ano passado vendemos bem porque havia o auxílio pago pelo governo. Pensávamos que as vendas seriam menores agora. Mas para nossa surpresa, as pessoas estão comprando", disse Artur.

Wellington Lima/JC Imagem
Movimento do comércio do Centro do Recife na véspera de Natal - Wellington Lima/JC Imagem

CENTRO 

O comércio do Centro do Recife registrou um movimento menor do que em outros anos na véspera de Natal, último dia possível para finalizar as compras para a festa. Pelo menos essa foi a percepção de quem circulou na região. "Já vinha fazendo as compras de Natal com antecedência, mas sempre fica faltando algo e, por isso, tive que dar uma escapada do trabalho nesta sexta-feira. Mas confesso que me surpreendi com o baixo movimento. Esperava encontrar mais gente nas lojas. O ponto positivo é que ficou melhor para fazer as compras, sem aglomrações e com mais segurança", afirmou a comerciante Tarciana da Silva, 47 anos.

Comentários

Últimas notícias