COVID-19

Secretário de Turismo de Pernambuco prevê volta das festividades na Semana Santa e discute retorno com produtores

Grandes empresas de eventos do Estado migraram seus festivais do período carnavalesco para o mês de abril

JC
JC
Publicado em 23/02/2022 às 10:27
Foto: Léo Motta/JC Imagem
Festa de Carnaval do Recife - FOTO: Foto: Léo Motta/JC Imagem
Leitura:

Crente da redução dos números de internamentos, mortes e contaminação pela covid-19 em Pernambuco, o secretário de Turismo e Lazer do Estado, Rodrigo Novaes, em entrevista à Rádio Jornal, nesta quarta-feira (23), afirmou que já dá para "prever" a realização da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, no mês de abril, a volta da realização de grandes eventos no mesmo período. Hoje, o gestor estará reunido com produtores de eventos do Estado. 

"A gente entende que pelo número de vacinação que temos hoje e com a experiência da lida com a doença, que está vindo de uma maneira mais simples, acredito que daqui por diante teremos que conviver com ela, salvo houver aumento que exige de nós extrema cautela; senão acho que conseguimos avançar para que na Semana Santa tenhamos as festividades voltando e calendário cultural estabelecido", disse o secretário. 

De acordo com Novaes, o poder público já está em contato com os produtores de eventos para organizar a volta das festividades a partir do mês de abril. Alguns dos grandes eventos privados do Carnaval já haviam sido transferidos para esta época. 

Mesmo com as melhoras em relação à covid, sinalizadas pelo secretário de Turismo, a secretaria de Saúde do Estado espera ainda a chegada do período sazonal das doenças respiratórias em Pernambuco, que geralmente acontece a partir do mês de março. Nesse período é esperada uma proliferação maior dessas doenças, como o caso da própria Influenza. 

"De fato, existe dificuldade grande das questão da previsibilidade. Mas há uma vantagem: naturalmente temos visto acontecer primeiro em outros países. Temos como imaginar como estará em Pernambuco nos próximos 30 a 40 dias, porque já temos visto fora diminuição de casos. Isso nos dá previsão. Caso não haja novidades, devemos estar com a situação mais tranquila. Já dá para prever a realização da Paixão de Cristo. Já o São João, fica um pouco mais à frente", salientou o secretário de Turismo. 

 

Comentários

Últimas notícias