combustíveis

Petrobras anuncia reajuste no preço do diesel a partir desta terça (10); veja valores

A estatal defende que com o reajuste, segue outros fornecedores de combustíveis no Brasil que já promoveram ajustes nos seus preços de venda, acompanhando os preços de mercado

Ana Maria Miranda
Cadastrado por
Ana Maria Miranda
Publicado em 09/05/2022 às 10:47 | Atualizado em 09/05/2022 às 10:49
MARCELLO CASAL JR/AGÊNCIA BRASIL
Preço do diesel vai aumentar a partir desta terça-feira (10) - FOTO: MARCELLO CASAL JR/AGÊNCIA BRASIL
Leitura:

O preço médio de venda do diesel da Petrobras para as distribuidoras será reajustado a partir desta terça-feira (10). O aumento foi anunciado pela estatal nesta segunda-feira (9), e ocorre 60 dias depois do último reajuste. O valor passará, portanto, de R$ 4,51 para R$ 4,91 por litro.

De acordo com a Petrobras, considerando a mistura obrigatória de 90% de diesel A e 10% de biodiesel para a composição do diesel comercializado nos postos, a parcela da estatal no preço que chega ao consumidor passará de R$ 4,06, em média, para R$ 4,42 a cada litro vendido na bomba. A variação é de R$ 0,36 por litro.

A estatal defende que com o reajuste, segue outros fornecedores de combustíveis no Brasil que já promoveram ajustes nos seus preços de venda, acompanhando os preços de mercado. De acordo com a Petrobras, o balanço global do diesel está impactado por uma redução da oferta frente à demanda

"Os estoques globais estão reduzidos e abaixo das mínimas sazonais dos últimos cinco anos nas principais regiões supridoras. Esse desequilíbrio resultou na elevação dos preços de diesel no mundo inteiro, com a valorização deste combustível muito acima da valorização do petróleo. A diferença entre o preço do diesel e o preço do petróleo nunca esteve tão alta", diz a estatal, em nota.

O último aumento nos preços pela Petrobras ocorreu em 11 de março. De acordo com a empresa, aquele reajuste "refletia apenas parte da elevação observada nos preços de mercado". Dessa forma, a decisão anunciada nesta segunda teria observado "tanto o desalinhamento nos preços quanto a elevada volatilidade do mercado".

Até esta segunda-feira (9), os preços do diesel e da gasolina tinham sido mantidos inalterados. Já o preço do GLP reduziu.

Comentários

Últimas notícias