COMBUSTÍVEIS

PREÇO GASOLINA: litro em Pernambuco bate os R$ 8,30. Veja onde está mais barato

A Petrobras anunciou no último dia 17 deste mês aumento do preço médio de venda da gasolina para as distribuidoras

Lucas Moraes
Cadastrado por
Lucas Moraes
Publicado em 27/06/2022 às 19:20 | Atualizado em 27/06/2022 às 20:14
GUGA MATOS/JC IMAGEM
Preço médio de venda do litro de gasolina para as distribuidoras passou de R$ 3,86 para R$ 4,06 - FOTO: GUGA MATOS/JC IMAGEM
Leitura:

O primeiro levantamento da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) após o último aumento praticado pela Petrobras no preço da gasolina constatou que, em Pernambuco, o preço máximo de venda nos postos já bate os R$ 8,30 no município de Petrolina, no Sertão do Estado. 

A Petrobras anunciou no último dia 17 deste mês aumento do preço médio de venda da gasolina para as distribuidoras, que passou de R$ 3,86 para R$ 4,06 o litro. Um alta de 5,18%. O último reajuste no valor da gasolina havia ocorrido em março.

Na semana do dia 17, a ANP não conseguiu auferir por completo o repasse da alta, já que o aumento começou a valer no sábado (18). 

Na última semana, entre os dias 19/06/2022 e 25/06/2022, a ANP voltou a rodar os postos em Pernambuco e encontrou os seguintes preços por municípios pesquisados: 

  • Município * Preço médio * Preço máximo
  • Araripina * R$ 7,92 * R$ 7,93
  • Arcoverde * R$ 7,63 * R$ 7,65
  • Belo Jardim * R$ 7,39 * R$ 7,55
  • Cabo de Santo Agostinho * R$ 7,52 * R$ 7,69
  • Caruaru * R$ 7,37 * R$ 7,55
  • Garanhuns * R$ 7,34 * R$ 7,45
  • Goiana *7,467,49
  • Igarassu * R$ 7,48 * R$ 7,59
  • Jaboatao dos Guararapes * R$ 7,39 * R$ 7,49
  • Lajedo * R$ 7,21 * R$ 7,26
  • Olinda * R$ 7,50 * R$ 7,69
  • Paulista * R$ 7,43 * R$ 7,59
  • Petrolina * R$ 8,23 * R$ 8,30
  • Recife * R$ 7,48 *  R$ 7,59
  • Salgueiro * R$ 8,07 * R$ 8,10
  • Santa Cruz do Capibaribe * R$ 7,41 * R$ 7,52
  • Serra Talhada * R$ 7,78 * R$ 7,85
  • Vitoria de Santo Antão * R$ 7,34 * R$ 7,49

Nesta segunda-feira (27), a Petrobras aprovou o nome de Caio Paes de Andrade para compor o conselho da empresa e também se tornar o presidente da estatal. O nome de Caio foi indicado pelo governo federal, tornando-se o quarto presidente na gestão Bolsonaro a assumir a empresa. 

 

 

 

 

 

 

 

Comentários

Últimas notícias