PRISÃO

Justiça decreta a prisão de Ronaldinho Gaúcho e seu irmão no caso dos passaportes falsos

Ronaldinho Gaúcho e o seu irmão passaram a noite da sexta-feira (06) na prisão, em Assunção

JC
JC
Publicado em 07/03/2020 às 17:22
Notícia
NORBERTO DUARTE / AFP
Ronaldinho Gaúcho passou a noite da sexta-feira (06) na prisão, em Assunção - FOTO: NORBERTO DUARTE / AFP
Leitura:

Com informações do G1

A Justiça paraguaia decretou a prisão preventiva do ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e o seu irmão, Roberto de Assis, no caso dos passaportes falsos para entrar no país. A decisão foi tomada na tarde deste sábado (07). Os irmãos prestaram depoimento mais cedo e passaram a última noite em uma prisão, na cidade de Assunção.

O ex-jogador chegou à audiência algemado, mas com as mãos cobertas. Ele e Assis estão sendo investigados pelo uso de documentos de identificação paraguaios falsos. O fato aconteceu na última quarta-feira (04).

>> Ronaldinho tinha passaporte original com dados falsos, diz MP

>> Antes de prestar depoimento, Ronaldinho Gaúcho tira foto com comissário-chefe da polícia paraguaia 

Noite na prisão

Ronaldinho e Assis foram levados para passar uma noite na Agrupación Especializada da Polícia Nacional, um espaço na capital que foi usado, no passado, como cadeia comum. Atualmente, a instalação recebe alguns presos com maior relevância. O complexo é considerado de segurança máxima.

Defesa de Ronaldinho Gaúcho

Em uma entrevista a um veículo de comunicação, o advogado de Ronaldinho disse que a Justiça do Paraguai cometeu abuso de autoridade ao algemar o ex-jogador. Na quinta-feira (05), o MP resolveu não apresentar a denúncia contra Ronaldinho e seu irmão.

Na sexta (06), o caso teve uma reviravolta, quando os dois prestaram depoimento à Justiça e o juiz Mirko Valinotti, durante essa audiência, rejeitou a recomendação dos promotores e mandou que os irmãos continuassem sob investigação das autoridades do Paraguai.

Defesa apresenta recurso

Os advogados de Ronaldinho apresentaram um recurso que contesta a decisão do juiz Valinotti.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias