Solidariedade

'Trindade' do tênis mundial vai ajudar tenistas com dificuldades

Roger Federer, Rafael Nadal e Novak Djokovic anunciaram apoio aos tenistas neste momento tão difícil

AFP
Cadastrado por
AFP
Publicado em 18/04/2020 às 18:28 | Atualizado em 18/04/2020 às 18:28
AFP
Federer não competirá mais em 2020 - FOTO: AFP
Leitura:

O 'Big Three' do tênis, formado pelas lendas Roger Federer, Rafael Nadal e Novak Djokovic, impulsionou a criação de um fundo para ajudar os jogadores em dificuldades econômicas por causa da pandemia do coronavírus, explicou o sérvio neste sábado (18) pelas redes sociais.

"Conversei com Roger e Rafa há alguns dias, tivemos uma longa conversa sobre o futuro próximo do tênis, sobre o que vai acontecer e como podemos contribuir para ajudar os jogadores da parte de baixo da classificação", explicou Djokovic, atual número 1 do mundo.

"A maioria dos jogadores classificados entre o 200º e o 250º lugar no ranking mundial e entre 700 e 1.000 não é apoiada pelas federações, não tem patrocinadores e depende de si mesmo", completou, em conversa transmitida ao vivo pelo Instagram com o tenista suíço Stan Wawrinka, neste sábado.

"Haveria entre 3 e 4,5 milhões de dólares a redistribuir para estes jogadores", continuou Djokovic, referindo-se a um fundo de apoio (Player Relief Fund) que poderia ser fortalecido pela ATP, "provavelmente pelos Grand Slams" e pelos jogadores.

LEIA MAIS

Náutico: Diógenes Braga confirma atraso do Flamengo em parcela referente à compra de Thiago

Santa Cruz oficializa renovação do volante André até 2021

Patric diz que pretender "ficar no Sport por muitos anos"

De acordo com a imprensa especializada, Djokovic, como presidente do conselho de jogadores da ATP, do qual também fazem parte Federer e Nadal, propôs em mensagem enviada aos membros do Top-100 do ranking individual e do Top-20 em duplas para que contribuam com o fundo com valores que variam de acordo com sua classificação (30.000 dólares para o Top-5 a 5.000 dólares para os jogadores entre a 51ª e a 100ª colocação).

Este valor arrecadaria um milhão de dólares, ao qual se somaria um aporte semelhante da ATP. Djokovic também quer que as premiações "de alguns torneios, talvez do ATP Finals (que reúne os oito melhores tenistas da temporada), possam ser transferidas para este fundo de apoio".

O tênis mundial está suspenso desde início de março e pelo menos até meados de julho, com o adiamento para setembro de Roland Garros e o cancelamento de Wimbledon devido à pandemia.

Comentários

Últimas notícias