maracanã

Prefeitura do Rio autoriza 10% de público no Maracanã na final da Copa América entre Brasil x Argentina

A decisão foi tomada "que a entidade organizadora apresentou Protocolos de Operação e de Credenciamento, com a adoção de mecanismos para a saúde dos envolvidos, utilizando ferramentas adequadas para a prevenção ao contágio e propagação do covid-19", afirmou a autoridade no jornal oficial nesta sexta-feira

AFP
AFP
Publicado em 09/07/2021 às 11:56
Notícia
Foto: Reprodução/ Twitter @Maracana
Maracanã poderá receber cerca de 7 mil pessoas - FOTO: Foto: Reprodução/ Twitter @Maracana
Leitura:

A prefeitura do Rio de Janeiro, uma das cidades brasileiras mais afetadas pela pandemia, aprovou a entrada do público para a final da Copa América-2021 que será disputada sábado entre Argentina e Brasil no Maracanã, que poderá receber até 10% de sua capacidade máxima. A TV Jornal transmite a partida com exclusividade, às 21h.

A decisão foi tomada "que a entidade organizadora apresentou Protocolos de Operação e de Credenciamento, com a adoção de mecanismos para a saúde dos envolvidos, utilizando ferramentas adequadas para a prevenção ao contágio e propagação do covid-19", afirmou a autoridade no jornal oficial nesta sexta-feira.

O templo do futebol carioca poderá receber até 10% de sua capacidade máxima, que é de 78 mil pessoas, "em cada setor do estádio", acrescenta o boletim oficial.

Leia mais: Bonecos gigantes de Neymar e Messi aquecem final da Copa América entre Brasil e Argentina; TV Jornal transmite

Os espectadores terão que apresentar teste de antígenos ou PCR com resultado negativo para covid-19 feito até 48 horas antes da partida e devem cumprir as medidas de distanciamento dentro do local, conforme a publicação.

A final, então, seria a primeira partida da Copa América-2021 a ser disputada com torcedores, embora até o momento a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), organizadora do evento, não tenha se pronunciado sobre como será a venda de ingressos ou a entrada do público.

 

Últimas notícias