OLIMPÍADA

Futebol, vôlei, tênis, ginástica, tênis de mesa; veja um resumo do desempenho do Brasil nesta quarta (28) na Olimpíada

País não conquistou nenhuma medalha nas últimas disputas e segue com cinco conquistas até agora

Marcos Leandro
Marcos Leandro
Publicado em 28/07/2021 às 13:57
Notícia
AFP
Brasil venceu por 3x1 a Arábia Saudita no último jogo da fase de grupos dos Jogos de Tóquio - FOTO: AFP
Leitura:

A quarta-feira (28) foi de alegrias e tristezas para o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio. No futebol masculino e no tênis tivemos boas vitórias. Já no vôlei masculino, os brasileiros perderam para os atletas do Comitê Russo.

A ginástica acabou sem medalha no individual geral. No tênis de mesa, Hugo Calderano esteve perto de avançar à semifinais, mas levou a virada e foi eliminado. As disputas recomeçam à noite, já manhã de quinta-feira (29) em Tóquio.

Tóquio 2020: Simone Biles desiste de participar da final individual na ginástica artística

"Você tem que poder pedir ajuda, quando está passando por períodos difíceis", diz Phelps sobre drama de Simone Biles

Veja quem será o adversário do Brasil nas quartas de final da Olimpíada; Argentina está eliminada

VÔLEI

Depois de uma vitória tranquila sobre a Tunísia e um triunfo apertado, de virada, sobre a Argentina, a seleção brasileira masculina de vôlei perdeu pela primeira vez nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Nesta quarta-feira (28), o time comandado pelo técnico Renan Dal Zotto foi facilmente dominado pelo Comitê Olímpico Russo, que ganhou por 3 sets a 0 - com parciais de 25/22, 25/20 e 25/20 -, em duelo realizado na Ariake Arena, pela terceira rodada do Grupo B.

GINÁSTICA

A equipe brasileira de ginástica artística, na categoria masculina, saiu do Centro de Ginástica Ariake, nesta quarta-feira (28), sem nenhuma medalha no peito no individual geral, na Olimpíada de Tóquio-2020. Caio Souza e Diogo Soares não foram páreos às grandes apresentações do japonês Daiki Ashimoto, medalhista de ouro, que arriscou mais nas piruetas e teve mais precisão nos movimentos.

TÊNIS DE MESA

O brasileiro Hugo Calderano perdeu, de virada, por 4 sets a 2, com parciais de 11/7, 11/5, 8/11, 7/11, 8/11, 2/11, para o alemão Dimitrij Ovtcharov, nesta quarta-feira (28), em duelo válido pelas quartas de final do torneio de tênis de mesa dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Apesar de eliminado, Calderano obteve o feito de alcançar as quartas de final em olimpíada, o melhor resultado da história de um mesa-tenista não-asiático ou europeu.

FUTEBOL

O Brasil está classificado para as quartas de final do futebol masculino na Olimpíada de Tóquio. A seleção brasileira venceu por 3x1 a Arábia Saudita, na manhã desta quarta-feira, estádio de Saitama. Os gols da Canarinho foram marcados pelos atacantes Matheus Cunha e Richarlison (2x). O rival nas quartas será o Egito.

TÊNIS

As brasileiras Luisa Stefani e Laura Pigossi garantiram vaga nas semifinais do torneio de duplas dos Jogos Olímpicos de Tóquio, após uma vitória de 2-1 sobre a dupla americana Bethanie Mattek-Sands e Jessica Pegula (cabeças de chave N.4).

CANOAGEM

Os brasileiros Ana Sátila e Pepê Gonçalves fizeram bonito na madrugada desta quarta-feira, pelo horário de Brasília, e avançaram às semifinais na canoagem slalom na Olimpíada de Tóquio. Competindo na cidade de Kasai, Ana se classificou no C1 (canoa), categoria feminina que entrou no programa olímpico nesta edição dos Jogos. Pepê vai disputar a semi no K1 (caiaque), após ficar em 10º no geral.

TIRO COM ARCO

Frio, concentrado e preciso, Marcus D'Almeida fez história na madrugada desta quarta-feira (horário de Brasília) ao se tornar o primeiro brasileiro a avançar às oitavas de final de uma Olimpíada no tiro com arco. Para chegar a esse estágio em Tóquio, o arqueiro brasileiro deixou pelo caminho o britânico Patrick Huston e o holandês Sjef van den Berg.

BOXE

O brasileiro Keno Marley derrotou o chinês Daxiang Cheng, nesta quarta-feira, em Tóquio, e garantiu presença nas quartas de final da categoria meio-pesado (até 81 quilos) no boxe dos Jogos Olímpicos. A luta foi paralisada no segundo round, após o lutador asiático sofrer um corte no supercílio direito por causa de uma cabeçada. Os cinco jurados apontaram Keno como vencedor: 20 a 18 (quatro vezes) e 20 a 17.

JUDÔ

Em uma luta com decisão polêmica, tensa, dramática e decidida após mais de 14 minutos, Maria Portela perdeu para a judoca Madina Taimazova, do Comitê Olímpico Russo (ROC) e foi eliminada na categoria até 70 kg dos Jogos Olímpicos de Tóquio na madrugada desta quarta-feira (horário de Brasília). A brasileira recebeu três punições por falta de combatividade no golden score, que durou quase 11 minutos, e parou nas oitavas de final. Foi o combate mais longo do da Olimpíada no Japão até o momento. Ela teria acertado um wazari no tempo extra, mas o VAR não validou o golpe.

Comentários

Últimas notícias