OLIMPÍADA

Tênis: Luisa Stefani e Laura Pigossi fazem história e conquistam o bronze nas duplas

Em jogo muito disputado e só definido no super tie-break, as brasileiras venceram a disputa do bronze nas duplas diante das atletas do comitê russo Kudermetova e Vesnina na madrugada deste sábado (31)

Marcos Leandro
Marcos Leandro
Publicado em 31/07/2021 às 5:33
Notícia
Gaspar Nobrega/COB
Laura Pigossi e Luisa Stefani conquistaram o bronze no tênis feminino - FOTO: Gaspar Nobrega/COB
Leitura:

Luisa Stefani e Laura Pigossi fizeram história no tênis ao conquistarem a primeira medalha olímpica do país na modalidade na história. Em jogo muito disputado e só definido no super tie-break, as brasileiras venceram a disputa do bronze nas duplas diante das atletas do comitê russo Kudermetova e Vesnina na madrugada deste sábado (31).   

Antes, o país só tinha um quarto lugar, em Atlanta-1996, com Fernando Meligeni na chave de simples.

Veja lista atualizada dos brasileiros que ganharam medalha nas Olimpíadas de Tóquio 2020

Horários Olimpíadas 2020: veja as partidas e disputas deste sábado (31)

As brasileiras demonstraram muita garra, pois perderam o primeiro set por 6x4. Porém, devolveram o mesmo placar, 6x4, empatando o jogo no segundo set e levando para o super tie-break, disputado em 10 pontos. As russas abriram vantagem e tiveram quatro match points. As brasileiras foram buscar e viraram o set decisivo para 11x9, em jogo de 2h11 de duração.

A explosão de emoção das duas tenistas após a impressionante virada sobre as russas, vice-campeãs em Wimbledon neste ano, se explica pela maneira como as duas alcançaram tal feito. A dupla só ficou sabendo que participaria da Olimpíada no Japão de última hora. Isso porque elas foram inscritas no torneio por um dirigente da Confederação Brasileira de Tênis (CBT) e ficaram na lista de espera. Somente depois de desistências na chave é que elas foram confirmadas nos Jogos, já a quase uma semana do início do torneio de duplas em Tóquio.

Luisa mora nos Estados Unidos e Laura, na Espanha. Elas não jogam juntas e só foram ganhando entrosamento durante as partidas no Japão. Atual número 23 do mundo nas duplas, Luisa é a melhor atleta ranqueada do Brasil desde que o sistema da WTA foi criado, em 1975. Ela só começou a competir no circuito profissional em 2018, já com 21 anos, após jogar o circuito universitário dos EUA.

Na campanha do bronze nos Jogos de Tóquio, a dupla estreou com vitória sobre as canadenses Gabriela Dabrowski e Sharon Fichman. Na sequência, superaram as checas Karolina Pliskova e Marketa Vondrousova. Nas quartas de final, elas venceram as americanas Bethanie Mattek-Sands e Jessica Pegula. Nas semifinais, no entanto, acabaram caindo diante das suíças Belinda Bencic e Viktorija Golubic. Foram, então, para a disputa do terceiro lugar com as russas Veronika Kudermetova e Elena Vesnina.

MEDALHISTAS

Até agora, Italo Ferreira foi ouro no surfe. Rayssa Leal e Kelvin Hoefler faturaram a prata no skate street. Assim como Rebeca Andrade na ginástica artística. Mayra Aguiar foi bronze no judô, assim como Daniel Cargnin. Fernando Scheffer foi bronze na natação e, agora, Luisa Stefani e Laura Pigossi no tênis.

 

Comentários

Últimas notícias