Histórica

Por que a temporada de 2021 é a melhor dos últimos tempos na Fórmula 1?

A seis provas do fim, Max Verstappen e Lewis Hamilton protagonizam batalha corrida a corrida, e apenas seis pontos os separam na liderança do campeonato

JC
JC
Publicado em 23/10/2021 às 9:00
Notícia
Sky Sports F1
Em disputa por posição, Hamilton e Verstappen se bateram no GP da Itália deste ano - FOTO: Sky Sports F1
Leitura:

Por Raldney Alves


Depois de um domínio absoluto da Mercedes na Fórmula 1 desde o início da Era Turbo, em 2014, a equipe alemã vê, pela primeira vez, a conquista do campeonato mundial ameaçada. Heptacampeã de pilotos e construtores de 2014 até 2020, a Mercedes tem em 2021 uma rival capaz de lhe bater: a Red Bull.


No GP dos Estados Unidos, com largada prevista para às 16h (horário de Brasília) deste domingo (24), o holandês Max Verstappen, da Red Bull, chega com 262.5 pontos, contra 256.5 de Lewis Hamilton, da Mercedes. São seis pontos que separam os dois, um equilíbrio que se estende também ao campeonato de equipes.


Nos construtores, 36 pontos dividem a Mercedes, líder, da Red Bull, vice-colocada. Uma diferença baixa, considerando que ainda restam seis corridas para o campeonato acabar. Pelo equilíbrio que está sendo visto, é muito provável que a disputa pelo título chegue até a corrida final do ano, o GP de Abu Dhabi, em 12 de dezembro.


Para se ter uma ideia do nível de grandeza da temporada 2021, nos últimos cinco anos, apenas uma vez o piloto campeão foi conhecido na corrida final. Se estendermos o recorte para as últimas 10 temporadas, esse número sobe apenas de um para três.


Campeões das últimas 10 temporadas e momento que o título foi decidido:


2011 - Sebastian Vettel (Red Bull) - a quatro corridas do fim
2012 - Sebastian Vettel (Red Bull) - na corrida final
2013 - Sebastian Vettel (Red Bull) - a três corridas do fim
2014 - Lewis Hamilton (Mercedes) - na corrida final
2015 - Lewis Hamilton (Mercedes) - a três corridas do fim
2016 - Nico Rosberg (Mercedes) - na corrida final
2017 - Lewis Hamilton (Mercedes) - a duas corridas do fim
2018 - Lewis Hamilton (Mercedes) - a três corridas do fim
2019 - Lewis Hamilton (Mercedes) - a duas corridas do fim
2020 - Lewis Hamilton (Mercedes) - a três corridas do fim


Histórico distinto


Se Lewis Hamilton hoje é, ao lado de Michael Schumacher, o maior campeão da história da Fórmula 1, com sete títulos, Max Verstappen ainda vai em busca da sua tão esperada primeira conquista.


O holandês chegou à categoria máxima do automobilismo mundial em 2015, com apenas 17 anos, cercado por muita expectativa desde então. A aposta da Red Bull naquela época se mostrou acertada. Apesar de cometer muitos erros no início da carreira, o holandês demonstrou maturidade e passou a conquistar resultados mais sólidos, se credenciando como um dos grandes nomes do esporte na atualidade.


Do outro lado, um Hamilton consolidadíssimo, que coleciona recordes a cada corrida que passa. Na história da Fórmula 1, o britânico é o piloto com maior número de vitórias (100), poles (101), pódios (176) e títulos mundiais (7).


O caminho da decisão


A temporada vai se encaminhando para uma das decisões mais dramáticas dos últimos anos, e dois circuitos novos estão entre as seis corridas que faltam, um desafio a mais para as equipes.
Depois do GP dos EUA, a Fórmula 1 passa pelos já conhecidos GPs da Cidade do México e de São Paulo, mas desembarca nas novidades de 2021, as corridas no Catar e na Arábia Saudita. Para fechar o ano, os 20 carros alinham o grid o charmoso Autódromo de Yas Marina, em Abu Dhabi.

Comentários

Últimas notícias