Coronavírus

Emprestado pelo Náutico, goleiro Bruno vive rotina diferente em Portugal por conta do coronavírus

Em entrevista exclusiva ao Jornal do Commercio, o goleiro detalhou como tem sido os últimos dias em Portugal, com o aumento do número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus

Fernando Castro
Fernando Castro
Publicado em 05/04/2020 às 8:29
Notícia
Divulgação/Gil Vicente
Bruno está emprestado ao Gil Vicente, de Portugal - FOTO: Divulgação/Gil Vicente
Leitura:

A pandemia do novo coronavírus tem afetado o futebol pelo mundo inteiro. Com os principais campeonatos paralisados, os jogadores estão convivendo com uma rotina diferente, sem treinos, jogos e viagens. Emprestado pelo Náutico ao Gil Vicente, o goleiro Bruno tem enfrentado os desafios causados pela doença em Portugal, junto com a esposa e o filho de três anos. Confinado em casa, o jogador concedeu uma entrevista exclusiva ao Jornal do Commercio e detalhou como tem sido os últimos dias no país.

"Já tem mais de 15 dias que a gente não treina, estamos em quarentena. O clube disponibilizou uma bicicleta e deu um GPS para monitorar os treinos físicos de cada jogador. Aqui tem um campo perto de casa e eu acabo fazendo exercícios duas vezes por semana, além da bicicleta em casa para manter a forma, é isso que o clube exige. É bem complicado, essa pandemia também está pegando muita gente aqui em Portugal e temos que ter bastante cuidado", contou Bruno.

Com a esposa e o filho, Bruno mora na cidade de Barcelos, que fica no Distrito de Braga, localizado a aproximadamente 370 km da capital Lisboa. Em Portugal, foram registrados quase dez mil casos de covid-19, com 246 mortes confirmadas. Com o aumento do número de pessoas infectadas nos últimos dias, as autoridades do país decretaram a renovação do estado de emergência para o mês de abril, intensificando as medidas de prevenções.

"As autoridades estão começando a multar as pessoas que estiverem nas ruas se não for para comprar alguma remédios ou alimentos. Cada dia que passa os números de casos estão aumentando bastante aqui, especialistas falaram que o pico do coronavírus seria em abril, com um nível alto de infecção nessa e na próxima semana, por isso as autoridades estão bastante rigorosas agora, recomendando ficar em casa", declarou o goleiro.

Bruno tem aproveitado o momento difícil para ficar mais tempo com a família. O goleiro também não escondeu a ansiedade de voltar aos treinos com o time, por isso tem intensificado os exercícios em casa. "Eu estou passando o tempo todo em casa com a minha família, meu filho e minha esposa, não tem outra escolha, pela gravidade do problema. Os treinos estão sendo bem intensos, todos os dias têm que treinar para tentar manter a forma e voltar bem para o campeonato", destacou.

Divulgação/Gil Vicente
Bruno está emprestado ao Gil Vicente, de Portugal - Divulgação/Gil Vicente
Náutico/Assessoria de Comunicação
Goleiro foi um dos principais jogadores do título do Campeonato Pernambucano de 2018 - Náutico/Assessoria de Comunicação
Alexandre Gondim/JC Imagem
Goleiro comemorou primeira temporada como titular no Timbu - Alexandre Gondim/JC Imagem
Diego Nigro/JC Imagem
Bruno foi emprestado ao Gil Vicente no segundo semestre do ano passado - Diego Nigro/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
O goleiro alvirrubro disputou duas finais de Campeonato Pernambucano pelo Náutico - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Bobby Fabisak/JC Imagem
Bruno foi titular no amistoso internacional contra o Newell's Old Boys, que marcou a reabertura do estádio dos Aflitos - Bobby Fabisak/JC Imagem
Alexandre Gondim/JC Imagem
Goleiro Bruno disputou 71 jogos com a camisa do Náutico - Alexandre Gondim/JC Imagem
Bobby Fabisak/JC Imagem
Na Copa do Nordeste, Bruno também teve boas atuações - Bobby Fabisak/JC Imagem

ADAPTAÇÃO

Há quase um ano em Portugal, Bruno conseguiu se adaptar bem ao país, sem maiores dificuldades. No Gil Vicente, outros nove jogadores brasileiros fazem parte do elenco, fato que acabou ajudando no dia a dia do goleiro. Até dezembro do ano passado, por exemplo, o atacante Erick, também revelado pelo Náutico e atualmente no time pernambucano, era companheiro de equipe de Bruno em Portugal.

"A adaptação foi tranquila, a cidade é bem tranquila, as comidas são bem parecidas com as do Brasil, então não tive dificuldade nenhuma. Até porque também tem muitos atletas brasileiros no time e a gente sempre tentou ajudar uns aos outros, sempre conseguindo resolver os problemas, então não tive dificuldade nenhuma com a adaptação, até pela questão língua mesmo, foi bem tranquilo", comentou Bruno.

Emprestado até o final de junho ao Gil Vicente, Bruno tem contrato com o Náutico até o fim de 2022. O goleiro avaliou como positiva a primeira experiência profissional em outro país. "Acho que aqui o jogador acaba tendo mais responsabilidades, todos são muito profissionais, tem bastante regras com horário e disciplina, então o jogador brasileiro aqui amadurece bastante. Espero crescer muito ainda, profissionalmente e tecnicamente, um país bom de se viver e que dá oportunidades para muitos", completou.

Formado nas categorias de base do Náutico, Bruno estreou no time profissional na última partida da Série B de 2017, com o time já rebaixado. Foi no Campeonato Pernambucano do ano seguinte, no entanto, que o goleiro conseguiu se firmar na meta alvirrubra, se tornando um dos principais jogadores da conquista que deu fim a 13 anos sem títulos do clube, além de ser peça fundamental nas classificações da Copa do Brasil de 2018. Após mais de um ano como titular e 71 jogos com a camisa alvirrubra no total, o goleiro se lesionou no meio do ano passado e depois foi emprestado ao Gil Vicente.

PODCAST

Veja mais notícias do futebol internacional no podcast Liga do Escrete da Rádio Jornal. No episódio desta semana, a lista dos maiores técnicos do século XXI, quem é melhor Zidane ou Iniesta, além da retrospectiva da campanha da seleção brasileira na Copa do Mundo de 2006. Ah, na trilha sonora...Pink Floyd!

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias