Sem comparar

Técnico do Náutico descarta comparações com nova eliminação diante do Santa Cruz

Gilmar Dal Pozzo era o técnico na última eliminação do Timbu para o Tricolor no Estadual, em 2016

Klisman Gama
Klisman Gama
Publicado em 30/07/2020 às 7:13
Notícia

ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Treinador alvirrubro também avaliou pontos positivos que enxergou na partida - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

Em uma semana, o Náutico acumulou eliminações na Copa do Nordeste e Campeonato Pernambucano. Este último, diante do Santa Cruz, na semifinal. Em duelos mata-mata recentes, o rival tem tido melhor aproveitamento contra o Alvirrubro nos últimos anos. No Estadual, além deste ano, aconteceu também em 2013 e 2016. Inclusive, em 2016, Gilmar Dal Pozzo era o técnico do Náutico. Contudo, o treinador rechaçou qualquer tipo de rivalidade por este dado.

 

“Não é a rivalidade só com o Santa Cruz. No ano passado, nós eliminamos eles da possibilidade do acesso na Série C e a nossa equipe já estava classificada. Esse jogo foi bastante diferente de 2016. Em 2016, eles foram bem superiores e mereceram passar de fase. Esse confronto foi bem equilibrado. O Santa Cruz vem fazendo uma boa campanha e tem feito por merecer os resultados. É claro que fica um gosto bem amargo, mas não pelo fato de ter caído para o Santa Cruz, mas sim por ter sido eliminados, o que nos deixa muito tristes, pois era o nosso principal objetivo”, comentou o treinador do Náutico.

Apesar do resultado negativo que tirou o Timbu da disputa pelo título do Estadual, o comandante tem enxergado pontos positivos, que denotam uma evolução da equipe nestes quatro jogos disputados até então. Apesar do trio de ataque formado por Erick, Thiago e Kieza estar devendo, Dal Pozzo salientou o maior número de oportunidades criadas. Entretanto, a finalização ainda não está no nível desejado.

“O Náutico apresentou evolução depois do jogo do Bahia. Fizemos um bom jogo lá contra o Salgueiro, contra o Bahia a gente ficou abaixo e depois retomado no jogo contra o Central, fizemos um bom jogo e passamos de fase. E nesse jogo em especial, contra o Santa Cruz, tivemos duas oportunidades com o Jorge Henrique, uma finalização de bola construída com o Thiago também. Então nossa estratégia deu certo, principalmente colocando o Jorge e o Keiza jogando entre as linhas e o nossos atacantes de lado atacando os espaços com velocidade”, avaliou.

O próximo compromisso do Náutico será contra o Avaí, no dia 8 de agosto, às 19h30, no estádio da Ressacada, em Florianópolis. Será a estreia alvirrubra na Série B. Até lá, serão 10 dias de preparação para corrigir deficiências e tentar estrear bem na competição.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias