Cresceu no jogo

Após quase três meses sem vencer em casa, Náutico encerra jejum contra Guarani

Aguerrido e seguro, Timbu consegue a vitória com dois belos gols em cima do time paulista

Klisman Gama
Klisman Gama
Publicado em 01/12/2020 às 21:14
Notícia

ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
O Timbu voltou a vencer na Série B e chegou a 24 pontos na competição - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

Depois de oito jogos e quase três meses sem vencer em casa, o Náutico começa a “andar” novamente na Série B para tentar deixar a zona de degola. O primeiro passo foi dado ao bater o Guarani no estádio dos Aflitos por 2x0, com belíssimos gols de Bryan e Kieza. Vitória importante, com uma boa atuação e bastante aguerrida. Apesar de uma queda de produção na etapa final, o Timbu soube sofrer. Manteve sua marcação encaixada e, com um golaço, matou o jogo.

> Veja o tempo real de Náutico x Guarani

Com o triunfo, o Alvirrubro vai a 24 pontos, ocupando ainda a 17ª colocação. Ainda dependendo do complemento da rodada, fica momentaneamente quatro pontos atrás do Cruzeiro, 16º lugar. O próximo compromisso é no domingo (6), às 16h, contra o Figueirense, em Florianópolis-SC.

O jogo

Hélio dos Anjos queria o Náutico com uma exibição, no mínimo, semelhante ao que apresentou no sábado passado contra o Juventude. Assim, o Timbu começou em cima, bastante agressivo, pressionando e com um ritmo bastante alto. Marcou a saída de bola do Guarani e mostrava disposição. O Bugre, mais cauteloso, tentava sair com trocas de passe em velocidade para o ataque. A primeira boa chance foi alvirrubra. Logo aos dois minutos, Jean Carlos invadiu a área pela esquerda e cruzou na saída do goleiro. Erick, pressionado, acabou furando o chute e a bola passou pela área.

Melhor no começo, o gol do Náutico não demorou a sair. Aos 18, cercado pela marcação, Bryan recebeu de Kieza pela esquerda, driblou o adversário, invadiu a área para bater rasteiro e abrir o placar. Daí em diante, a cautela ficou do lado alvirrubro. Assim, o adversário cresceu no jogo e passou a ocupar o campo de ataque. Aos 28, Pablo recebeu pela esquerda, fez o corte e bateu no canto esquerdo para boa defesa de Anderson, que espalmou para escanteio.

O Timbu respondeu aos 35, quando Rhaldney tabelou com Erick e recebeu nas costas da defesa. O volante bateu cruzado e levou perigo para o gol alviverde. Aos 40 minutos, enquanto o Náutico pedia fair-play para atendimento a Camutanga, o Guarani bateu o lateral rapidamente, Murilo Rangel recebeu na entrada da área e bateu forte e assustou Anderson. Depois disso, muita reclamação dos alvirrubros.

Segundo tempo

A etapa final começou com total domínio do Guarani. Pressionando bastante, com mais posse de bola, o Bugre pecava em converter o volume de jogo em finalizações de qualidade. Com a defesa bem postada, o Náutico conseguiu bloquear bem chutes e cruzamentos em direção à área. Porém, o rebote toda vez era do adversário e o ataque do Timbu se mostrava inexistente até os 23 minutos, quando Kieza fez uma pintura nos Aflitos.

Depois de escanteio do Guarani, o Timbu ganhou o rebote na entrada da área e o centroavante ficou com a bola. Dali da intermediária, arrancou, deu um tapa na frente e deixou dois adversários. Ele invadiu a área, driblou o goleiro e ainda se livrou do último marcador para marcar um golaço. Um banho de água fria para o Guarani que vinha melhor no segundo tempo.

Aos 33, o Bugre teve sua chance. Cristovam fez a jogada pela direita e cruzou rasteiro para Rafael Costa, que acertou a rede pelo lado de fora. A resposta do Náutico veio aos 35. Dadá Belmonte fez o cruzamento do lado esquerdo para Kieza, nas costas do marcador, matar no peito e mandar por cima da meta. Aos 46, Ruy saiu de cara para o goleiro, tentou encobrir, mas mandou para fora. Tentos que não fizeram falta. O mais importante veio: a vitória. Veja a jornada esportiva da Rádio Jornal. 

Ficha do jogo

Náutico

Anderson; Hereda, Camutanga (Rafael Ribeiro), Ronaldo Alves e Kevyn; Rhaldney, Djavan (Matheus Trindade) e Jean Carlos (Ruy); Erick (Jorge Henrique), Bryan (Dadá Belmonte) e Kieza. Técnico: Hélio dos Anjos.

Guarani

Gabriel Mesquita; Cristovam, Romércio, Walber e Bidu; Bruno Silva (Marcelo), Pablo, Lucas Crispim, Murilo Rangel (Arthur Rezende) e Junior Todinho (Rickson); Bruno Sávio (Rafael Costa). Técnico: Felipe Conceição.

Local: Estádio dos Aflitos. Gols: Bryan, aos 18’ do 1ºT, e Kieza, aos 23’ do 2ºT (NAU). Cartões amarelos: Djavan, Camutanga e Ruy (NAU); Bruno Sávio e Júnior Todinho (GUA). Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL). Assistentes: Esdras Mariano de Lima e Ruan Luiz de Barros (ambos AL).

Comentários

Últimas notícias