Timbu

"Tivemos uma atuação digna do Náutico", destaca assistente

De virada, Náutico venceu por 2x1 o Paraná e deixou a zona de rebaixamento da Série B

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 08/01/2021 às 23:32
Notícia

ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Com Hélio dos Anjos se recuperando da covid, Marcelo Rocha ficou no banco - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

Substituindo o técnico Hélio dos Anjos, afastado por causa da covid-19, o auxiliar Marcelo Rocha exaltou a postura do Náutico na vitória em cima do Paraná nesta sexta-feira. Ele frisou que o Timbu teve um desempenho completamente diferente da partida anterior. Com o resultado, os alvirrubros terminarão a rodada fora da zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro. Isso porque o Figueirense empatou por 0x0 com o CSA, em casa, no fim desta noite.

"A conversa que tivemos foi sobre mudança de atitude. Voltamos a jogar como estávamos atuando nos outros cinco jogos anteriores. Tivemos uma atuação digna do Náutico. Em Sergipe, não conseguimos fazer o nosso jogo, colocar o nosso ritmo e intensidade em campo", afirmou o assistente.

LEIA MAIS

> As imagens da vitória do Náutico diante do Paraná pela Série B

> [VÍDEO] Confira os gols da vitória suada do Náutico em cima do Paraná

> Na raça, mesmo após perder dois pênaltis, Náutico vira sobre o Paraná e respira na Série B

Marcelo Rocha também admitiu a oscilação e os dois tempos distintos do Náutico. A justificativa dele é que o Paraná conseguiu realizar uma imposição física no começo do embate. Ele também destacou a atuação do goleiro adversário Renan, que pegou dois pênaltis cobrados por Kieza e Jean Carlos, respectivamente.

"Acho que o Paraná teve os méritos no primeiro tempo e conseguiu igualar o ritmo do Náutico na condição física. Fizemos o gol, tivemos chance de virar com o pênalti, que infelizmente, o Kieza não transformou o gol. Foi um dos melhores tempos do adversário", disse o auxiliar.

"Já na etapa final conseguimos impor o nosso ritmo e volume de sempre. Se não fosse Renan (goleiro do Paraná), o placar teria uma diferença ainda maior. Teve um pressão no final com a bola na área, mas conseguimos segurar bem e garantir a virada", completou.

Comentários

Últimas notícias