SAINDO DO DM

Camutanga pode reforçar Náutico em clássico contra o Sport

Zagueiro sofreu um estiramento grau um na posterior da coxa, fez o tratamento com a fisioterapia e está em transição física

Lucas Holanda
Lucas Holanda
Publicado em 29/04/2021 às 10:48
Notícia
TIAGO CALDAS/ NÁUTICO
Camutanga é titular do Náutico. - FOTO: TIAGO CALDAS/ NÁUTICO
Leitura:

O Náutico pode ter um retorno importante para o clássico contra o Sport. Fora do jogo contra o Afogados, na última rodada, o zagueiro Camutanga deve voltar a figurar ao menos entre os reservas no duelo diante do Rubro-Negro. Segundo o médico Gilson Falcão, o jogador sofreu um estiramento grau um na posterior da coxa, fez o tratamento com a fisioterapia e já se encontra em transição física. Ou seja, a tendência é de que esteja entre os relacionados para o primeiro Clássico dos Clássicos da temporada.

Na última rodada, no empate do Náutico por 2x2 contra o Afogados, Camutanga virou desfalque de última hora. Titular da defesa alvirrubra, o zagueiro foi substituído por Wagner Leonardo - que até deixou outra boa impressão. Camutanga, aliás, é um dos sete jogadores do Náutico que estão pendurados. Se o zagueiro jogar e tomar um cartão amarelo contra o Sport, está suspenso das semifinais. Além do defensor, mais três defensores alvirrubros estão com dois cartões: os volantes Djavan e Rhaldney e o atacante Vinícius.

Se Camutanga pode retornar contra o Sport, quem ainda não tem previsão de volta é o atacante Álvaro. Ele sofreu uma lesão no começo da temporada e teve que esperar um mês para realizar a artroscopia, o que só acontece há 20 dias. De acordo com o médico Gilson Falcão, o jogador vem realizando o tratamento pós operatório com a fisioterapia e está evoluindo sem intercorrência. Apesar disso, no entanto, ainda não se sabe quando ele vai voltar ao time.

MAGNO RIBEIRO

Quem ainda segue entregue ao departamento médico e vai ter que operar de novo é o atacante Magno Ribeiro. Em dezembro, quando foi contratado, ele sofreu uma lesão seis dias depois da sua chegada. No entanto, não foi uma contusão grave, uma vez que o atleta precisou realizar um procedimento cirúrgico no tendão de Aquiles. Só que a situação ficou pior. Na recuperação, o jogador sentiu mais uma vez o tendão e, por conta disso, terá que passar por outra cirurgia, sendo o médico Gilson Falcão.

"Magno estava no quarto mês pós operatório, por conta de uma lesão no tendão de Aquiles, realizando o protocolo de fisioterapia sem intercorrências. Mas, infelizmente, ele sentiu novamente o tendão na semana passada. Foi realizado um exame de imagem e constatado uma nova lesão. E aí ele vai precisar ser submetido a um procedimento cirúrgico", finalizou o médico.

Comentários

Últimas notícias