ARBITRAGEM

Árbitro relata ofensas de Hélio dos Anjos à Paulo Wanderley na súmula de Náutico x Afogados

Também foram citados o auxiliar Guilherme dos Anjos e o vice-presidente alvirrubro, Diógenes Braga

LOURENÇO GADÊLHA
LOURENÇO GADÊLHA
Publicado em 27/04/2021 às 11:57
Notícia
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Hélio dos Anjos está pendurado com dois amarelos. Ele também já foi expulso uma vez no Campeonato Pernambucano - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

O árbitro José Woshington, que apitou o empate em 2 a 2 entre Náutico e Afogados, nessa segunda-feira (26), nos Aflitos, relatou na súmula da partida um comportamento ofensivo do técnico Hélio dos Anjos e seu auxiliar, Guilherme dos Anjos, em direção ao vice-presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF-PE), Paulo Wanderley. De acordo com o texto que consta no documento, ambos "confrontam de forma ofensiva, grosseira, desrespeitosa e ríspida" o dirigente da entidade que, por sinal, já foi presidente do Timbu no biênio 2012-2013.

"O técnico do Náutico profere as seguintes palavras: "Essa arbitragem é uma vergonha, não presta para nada. Por isso que o Sport e o Retrô estão trazendo arbitragem de fora. Eles são incompetentes. Eu estou o tempo todo pressionado aqui". O mesmo foi contido pelos membros de sua comissão e seus atletas.", escreveu José Woshington.

Além disso, o vice-presidente alvirrubro, Diógenes Braga, também foi citado na súmula por criticar o tratamento adotado pela arbitragem em relação ao técnico do Timbu nas partidas do Campeonato Pernambucano. "Em seguida, o sr. Diógenes Braga, diretor do Náutico, dirige as seguintes palavras para o sr. Paulo Wanderley: "Hélio dos Anjos está sendo usado como boi de piranhas, ele está sendo coagido pela arbitragem com essas novas regras determinadas pela federação", acrescentou.

 

Após a partida, na entrevista coletiva, o técnico Hélio dos Anjos criticou a arbitragem. Ainda sem saber que seria citado na súmula da partida, ele reclamou do tempo complementar dado na reta final da partida, que, na sua visão, foi insuficiente dada as circunstâncias e paralisações que ocorreram durante o jogo. Hélio, inclusive, alegou ter sido "coagido" antes da partida contra o Santa Cruz. O comandante alvirrubro já foi expulso uma vez no Estadual e, atualmente, está pendurado com dois cartões amarelos.

Assim como Hélio dos Anjos, o vice-presidente do Náutico, Diógenes Braga também foi citado na súmula. A declaração relatada pelo árbitro no documento também foi proferida em entrevista na Rádio Jornal após a partida. Na ocasião, o dirigente endossou a perseguição ao treinador alvirrubro, que tem sido "um boi de piranha".

AGLOMERAÇÃO

Na súmula, o árbitro também relatou uma aglomeração de torcedores do Náutico na retirada das faixas que ficam expostas nos Aflitos durante às partidas. "Após o término da partida, membros da torcida do Náutico se aglomeraram na arquibancada para retirar suas bandeiras expostas no estádio. Informo que ainda existiam profissionais credenciados trabalhando em suas funções. Ressalto que os torcedores não tinham permissão para adentrarem ao estádio, descumprindo o protocolo de retomada das partidas de futebol", finalizou.

VEJA NA ÍNTEGRA O RELATO DO ÁRBITRO NA SÚMULA DE NÁUTICO X AFOGADOS:

Reprodução
Súmula do árbitro no jogo entre Náutico x Afogados - Reprodução

Reprodução
Súmula do árbitro no jogo entre Náutico x Afogados - FOTO:Reprodução

Comentários

Últimas notícias