LEILÃO

Imóveis do Náutico vão a leilão para pagamento de dívidas trabalhistas que ultrapassam R$ 8,4 milhões

Justiça do Trabalho marcou o leilão da sede do clube e da garagem do Remo para o início de fevereiro

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 27/01/2022 às 18:39
SÉRGIO BERNARDO/JC IMAGEM
Sede do Náutico, alvo de mais um leilão, foi avaliada pela Justiça do Trabalho em R$ 100 milhões - FOTO: SÉRGIO BERNARDO/JC IMAGEM
Leitura:

O ano mal começou e o Náutico já tem um problema milionário para resolver. Isso porque a Justiça do Trabalho divulgou dois editais marcando as datas dos leilões de bens penhorados do clube para o pagamento das causas do ex-zagueiro Jean Rolt e do ex-volante Martinez. As duas ações, juntas, ultrapassam os R$ 8,4 milhões em dívidas trabalhistas.

O primeiro leilão vai acontecer no dia 7 de fevereiro, às 9h, na modalidade online, referente a ação movida por Martinez, que jogou no Timbu nos anos de 2012 e 2013, atuando em 63 partidas e marcando dois gols. Após defender o alvirrubro, o jogador ainda defendeu o Criciúma, em 2014, antes de pendurar as chuteiras.

>> Avaliado em R$ 100 milhões, terreno do Náutico na Rosa e Silva vai a leilão para pagamento de dívida trabalhista

>> Gramado dos Aflitos, banco de reservas, elevadores, troféus do Hexa e outros bens do Náutico são penhorados pela Justiça

O bem a ser leiloado para pagamento ao ex-volante é a garagem do Remo, localizada na Rua da Aurora, no bairro de Santo Amaro, que foi avaliada pela Justiça pela quantia de R$ 3.511.200,00. Entretanto, o valor da execução da causa é de R$ 3.625.555,21, ou seja, mesmo que o arremate seja feito pelo montante que o bem foi avaliado, o Náutico ainda ficaria devendo R$ 114.355,21.

SEGUNDO LEILÃO

Já o segundo edital de convocação de leilão, para pagamento da ação ingressada por Jean Rolt, foi marcado para acontecer no dia seguinte, 8 de fevereiro, também às 9h, e na modalidade online. Porém, o bem penhorado em questão é o prédio da sede do Náutico, na Avenida Conselheiro Rosa e Silva, que foi avaliada pela Justiça do Trabalho em R$ 100 milhões. O valor da execução, entretanto, é de R$ 4.798.630,82.

O ex-zagueiro vestiu a camisa alvirrubra nas temporadas 2012 e 2013, atuando em apenas 39 partidas e não marcou nenhum gol. Logo após sua passagem pelo Timbu, Jean Rolt se aposentou.

Comentários

Últimas notícias