MERCADO

Executivo do Santa Cruz não descarta negociar jóias da base: 'é importante para fazermos caixa'

Alguns pratas da casa do Tricolor do Arruda se destacaram nesse início de temporada

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 12/05/2020 às 19:25
Notícia
Foto: Filipe Jordão/ JC Imagem
Itamar Schulle já admitiu que vai utilizar o meio-campista de 19 anos no time principal - FOTO: Foto: Filipe Jordão/ JC Imagem
Leitura:

Com pouco recurso em caixa para a temporada 2020, a diretoria do Santa Cruz procurou apostar em algumas jovens promessas na hora de montar o elenco tricolor para a disputa das competições nesse ano. E, para surpresa de alguns torcedores, muitos desses garotos conseguiram performar sempre que acionados nas partidas pelo técnico Itamar Schulle e também chamar a atenção de outros clubes, casos de: Maycon Cleiton (goleiro), André (volante) e João Cardoso (meia), além do atacante Felipe Simplício que, mesmo com seus 18 anos, estreou com personalidade no time profissional do Tricolor do Arruda.

Mesmo com a cobiça de algumas equipe em cima das jovens promessas corais, o executivo de futebol tricolor, Nei Pandolfo, nega qualquer proposta oficial feita por algum atleta do clube. "Não tivemos nada oficial (propostas). Temos alguns atletas que tem potencial, como João (Cardoso), André, Maycon goleiro, Mayco Félix atacante e que temos opção de comprar... Jogador com perfil de exterior. Além desses, também temos jogadores com experiência que podem interessar a outros clubes também, mas todos os atletas estão envolvidos com a gente. Com contrato com o clube", contou o dirigente coral.

Entretanto, Nei Pandolfo afirma que não seria de todo mal uma negociação nesse momento para aliviar os cofres do Santa Cruz. "Se chegar uma boa proposta financeira para um atleta que estiver no clube, para o Santa Cruz, é importante para fazermos caixa e manter os pagamentos em dia, além de poder contratar mais reforços. Uma venda agora seria interessante. Claro que quando se vende para o exterior pode ficar com um percentual para ganhar numa possível segunda venda. Tudo o que conseguirmos fazer para fora (do País) é interessante, mas esse mercado também está meio parado (por conta da pandemia do novo coronavírus)", declarou o executivo de futebol.

Do ano passado para cá, a direção tricolor negociou algumas promessas que surgiram das categorias de base do Santa Cruz, como o zagueiro João Victor (foi para o Vitória), o atacante Elias Carioca (Athletico-PR) e o lateral-direito Warley (Botafogo).

COPA SÃO PAULO

Cinco jogadores que se destacaram na Copa São Paulo de Futebol Júnior desse ano acabaram subindo para o elenco principal do Santa Cruz: o goleiro Rokenedy, o volante André (oito partidas pelo profissional), o meia João Cardoso (4), o meia-atacante Felipe Simplício (3) e o atacante Felipe Almeida. Já o goleiro Maycon Cleiton (17 jogos) e o atacante Patrick Nonato (14) vieram do time sub-23 tricolor e ganharam espaço sob o comando de Itamar Schulle no profissional.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias