tricolor

Jogadores do Santa Cruz assistem a Bundesliga e esperam empenho no lockdown

O volante Bileu e o zagueiro Danny Morais comentaram o que observaram nas partidas do Campeonato Alemão

Karoline Albuquerque
Karoline Albuquerque
Publicado em 19/05/2020 às 7:37
Notícia
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
O zagueiro Danny Morais é mais cético com a situação no Brasil. - FOTO: Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Rever futebol ao vivo com o reinício do Campeonato Alemão no último fim de semana deixou os jogadores ao redor do mundo atentos. No elenco do Santa Cruz, obviamente, o assunto também é a volta da Bundesliga, primeira grande competição a ser retomada durante a pandemia do novo coronavírus. Recomeçar deixa a ansiedade para aqueles que ainda não têm perspectivas de entrar em campo novamente.

Para jogar, os jogadores do outro lado do oceano precisaram seguir diversas regras para evitar o contágio pela covid-19. Assistir às partidas serviu, na opinião do volante tricolor Bileu, para estudar o que fazer quando os treinos e competições forem retomadas deste lado do Atlântico. "Temos que ver o que eles estão fazendo para colocar aqui em prática e aprimorar. A gente sabe da estrutura que tem, independente, sabe que é difícil, tem que aprimorar", avaliou o jogador.

 

Outro tricolor a acompanhar a rodada do Alemão foi o zagueiro Danny Morais. Em suas observações, o veterano avaliou que houve bastante respeito à regra de evitar contato. "Dentro do futebol não é fácil não haver contato. Achei que foram prudentes e tentaram evitar ao máximo", disse Danny. O zagueiro ainda acrescentou um ponto importante: trata-se de uma liga com boas condições financeiras e estruturais, algo diferente do cenário encontrado no Brasil.

A ansiedade da dupla do Santa Cruz é grande. Bileu mantém a esperança na quarentena e pede que as pessoas respeitem o distanciamento para que a reabertura comece a acontecer. No Brasil, são 255.368 casos do novo coronavírus e quase 17 mil óbitos. O estado de Pernambuco também tem dados alarmantes. Mais de 20 mil pessoas contraíram a doença e 1.640 pacientes morreram.

"Sabemos que está longe, vivemos um momento difícil no Brasil. Mas creio que logo, logo isso vai passar se todas as pessoas cumprirem o determinado que tem a seguir. Sei que é difícil ficar em casa, tem muita gente que sai para trabalhar. Se todo mundo seguir um pouco à risca, se cuidar ao máximo, vai acabar logo e a gente pode voltar a fazer tudo que gosta. Não só jogadores, mas todas as outras profissões", completou o volante.

Danny Morais, por sua vez, é um pouco mais cético. O zagueiro não vê uma retomada do futebol no Brasil tão cedo. Acompanhando as notícias, o tricolor destacou que a Alemanha já passou o pico da doença, enquanto aqui o contágio só cresce. Mesmo com as dúvidas sobre a volta em solo brasileiro, ele espera que o lockdown ajude a passar logo. Assim, é possível rever a cada dia.

"Essa é uma postura que o Santa Cruz tem adotado e pelo que tenho visto as outras equipes do Recife também. Acredito que vamos aguardar a secretaria da saúde, prefeitura e governo do estado dizerem algo para que a gente possa voltar em boas condições", concluiu o atleta coral.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias