REFORÇO CORAL

Após estrear com vitória, Caio Mancha é apresentado oficialmente no Santa Cruz

Caio Mancha substituiu Pipico no segundo tempo da partida contra o Treze-PB, no último sábado (17)

Túlio Feitosa
Túlio Feitosa
Publicado em 21/10/2020 às 13:20
Notícia

RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
Caio Mancha estreou com a camisa do Santa Cruz no último sábado (17), contra o Treze-PB - FOTO: RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
Leitura:

Um dos estreantes no elenco Coral na vitória por 1x0 contra o Treze-PB, o atacante Caio Mancha foi apresentado oficialmente pelo Santa Cruz na manhã desta quarta-feira (21). Ex-XV de Piracicaba, o atleta já havia atuado em 16 partidas na temporada e marcou cinco gols. Mancha também é um velho conhecido do treinador Marcelo Martelotte, que trabalhou com o jogador em 2019 no Taubaté-SP.

"Sou um centro-avante brigador. Gosto de ficar dentro da área, tenho um bom cabeceio. Gosto de ajudar a equipe da melhor maneira possível... Eu vim aqui para ajudar, em busca do acesso e do título", ressaltou o atacante, de 28 anos.

Cria das categorias de base do Palmeiras, Caio Mancha teve uma larga passagem pelo futebol paulista, mas chegou a atuar no Nordeste entre 2016 e 2017, no ABC-RN, clube no qual atuou em 45 partidas e marcou 10 gols. O atleta contribuiu com o acesso do clube potiguar para a Série B.

Em 2019, o atacante marcou seis gols em 13 partidas atuando pelo Taubaté. Em seguida, Mancha foi para o Votuporanguense, onde esteve presente em quatro partidas, mas passou em branco.

Com Pipico como titular absoluto e Victor Rangel correndo pelas beiradas, Caio Mancha chegou como mais uma peça para brigar pela posição de centro-avante. Apesar de ser pouco comum ver o Santa Cruz atuando com dois atletas da mesma função na titularidade, o novo reforço coral disse não ter problemas de dividir a grande área os colegas de equipe.

"Vou deixar essa dúvida para o Martelotte. Claro que vamos estar trabalhando firme para que quando entrarmos possamos responder da melhor maneira possível, dentro de campo. E se for para a gente jogar junto, a gente joga. Se não, vamos trabalhar para que a melhor hora que aparecer a gente possa estar entrando e ajudando a equipe", contou.

Vitória para garantir a classificação

Faltando sete rodadas para a fase de grupos acabar, o Santa Cruz chegou numa situação confortável. Líder, com 24 pontos, a equipe Coral está a quatro pontos da segunda colocação e a oito da quinta posição. Dependendo de uma combinação de resultados, a equipe de Martelotte pode até garantir a classificação para a segunda fase se vencer o Botafogo-PB, no próximo domingo (25).

Mesmo visando a vitória, para Caio Mancha o mais importante para a equipe, no momento, é a evolução do elenco para chegar em alto nível na fase decisiva. "Talvez, ganhando, se classifique matematicamente. Mas esse não é o principal foco. O principal é que a gente venha evoluindo a cada jogo para consagrar nossa classificação e entrar mais forte para a próxima etapa", completou.

Na vice-lanterna do Grupo A, o Botafogo-PB vem tendo bastante dificuldade para engatar uma boa sequência na Série C. A equipe paraibana tem apenas duas vitórias conquistadas e está com 11 pontos na tabela. Vindo de derrota, para o Manaus, por 3x2, o Belo pode vir com tudo para tentar sair da zona de rebaixamento. "É uma excelente equipe. Não vem atravessando um bom momento no campeonato. Mas a gente defende as cores do Santa. Vamos lutar até o fim para conseguir os três pontos", concluiu Mancha.

Seja um assinante JC.

Assine o JC com planos a partir de R$ 1,90 e tenha acesso ilimitado a todo o conteúdo do jc.com.br, à edição digital do JC Impresso e ao JC Clube, nosso clube de vantagens e descontos que conta com dezenas de parceiros.

Assine o JC

Comentários

Últimas notícias