ELEIÇÃO DO SPORT

Chapa com Antônio Júnior candidato à presidência do Sport deve ser lançada até sexta (27)

Em contato com a reportagem do Jornal do Commercio, Antônio Júnior deu alguns detalhes sobre a sua provável candidatura

Lucas Holanda
Lucas Holanda
Publicado em 23/11/2020 às 14:09
Notícia

REPRODUÇÃO/ INTERNET
Chapa conta com apoio de conselheiros e de outras lideranças do clube. - FOTO: REPRODUÇÃO/ INTERNET
Leitura:

Faltando menos de um mês para as eleições do Sport, os bastidores do clube estão agitados. Com três candidaturas confirmadas até o momento, lideradas por Eduardo Carvalho, Luís Carlos Belém e Delmiro Gouveia, outra chapa deve ser anunciada até esta sexta-feira. Encabeçada pelo administrador e atual secretário de trabalho, qualificação e empreendedorismo da prefeitura do Recife, Antônio Júnior, o grupo também conta com o apoio de conselheiros e do ex-presidente Jarbas Guimarães, tendo a possibilidade de outros ex-mandatários apoiarem a chapa - que deve ser lançada oficialmente até sexta-feira.

"Nós estamos tentando construir um grupo maior possível porque eu acho que nesse momento o Sport precisa de união. Atendendo a Jarbas Guimarães e uma série de conselheiros e amigos rubro-negros, que estão insistindo com a minha candidatura, ela é possível sim. Ao longo desta semana nós deveremos definir isso. Estamos trabalhando para reunir o maior número de rubro-negros possível, para que a gente possa criar um grupo que possa ajudar o Sport. Um homem só não tira o Sport desta situação, não adianta. Estamos tentando, com vários grupos, construir isso", disse Antônio Júnior em entrevista ao Jornal do Commercio.

Na última semana, o advogado Delmiro Gouveia confirmou que será candidato à presidência do Sport, tendo apoio de ex-presidentes do clube, como Luciano Bivar, Homero Lacerda e Gustavo Dubeux. Buscando união, Antônio Júnior afirmou que não gostaria de bater chapa com ninguém, e por conta disso terá uma reunião na tarde desta segunda-feira com o grupo de Delmiro, na tentativa de realizar uma composição de chapa entre os dois grupos.

"Eu não gostaria de bater chapa com ninguém. Delmiro (que lançou a chapa na última sexta-feira) eu não sei, vou ter uma conversa (para tentar uma composição) com Delmiro hoje (nesta segunda). Isso foi uma promessa que fiz para Luciano Bivar, que me ligou no sábado e a gente conversou muito. Vamos ter essa conversa hoje à tarde com Delmiro e outras pessoas. Então minha candidatura é possível, sim. Preferia reunir todo mundo em prol de um projeto só, mas sei que não é possível, mas que seja pelo menos a maioria, e estou lutando por isso. Se não houver, aí a gente talvez tenha que ir para um bate chapa", detalhou.

NOME NÃO É NOVO

O nome de Antônio Júnior não é novidade nos bastidores do Sport. Em 2016 e 2018, o candidato teve o apoio de Jarbas Guimarães e de outros rubro-negros para lançar sua candidatura à presidência do clube. No entanto, preferiu não bater chapa com Wanderson Lacerda e Milton Bivar, dando apoio para eles nas duas eleições. Antônio, aliás, teve uma reunião com Bivar afirmando que o apoiaria na reeleição caso ele fizesse algumas renovações na gestão. No entanto, Milton desistiu do pleito e, a partir daí, o nome de Antônio voltou a ganhar força.

"Então não é uma coisa de hoje, tenho minha história no Sport desde a década 90. E agora Jarbas e outros amigos voltaram a falar nisso. Tive uma reunião com Milton e disse que apoiaria ele desde que fizesse uma renovação no clube, ampliasse o número de rubro-negros para ajudar, trazendo pessoas jovens e comprometidas. Milton se comprometeu a fazer isso, mas aí veio a desistência de Milton de concorrer à reeleição. Aí a partir da última quinta-feira, amigos e conselheiros fizeram pressão em cima de mim para que eu reativasse a minha candidatura", afirmou Antônio, destacando que sua candidatura é em busca da união.

"Não é nem por mim, mas por vários amigos e conselheiros que querem que eu seja candidato. Digo sempre que eu estou construindo para uma união. Minha candidatura tem o apoio de amigos e conselheiros, mas se surgir uma composição que seja melhor para o Sport eu abro mão dela. Meu projeto não é pessoal, não tenho vaidade de ser presidente do Sport. Nem eu e nem ninguém sozinho tira o Sport desta situação", explicou.

APOIOS E PROJETOS

Com relação aos apoios, Antônio Júnior tem o suporte de Jarbas Guimarães e de outros conselheiros. Além do ex-presidente, o candidato também está buscando um apoio com Fernando Pessoa e Arsênio Meira, além de Luciano Bivar, que momentaneamente está apoiando Delmiro Gouveia, mas que conversou bastante com Antônio no último sábado e, em caso de composição entre os grupos após a reunião desta segunda, um apoio de Luciano também pode ocorrer. Além disso, a tendência é de que ninguém ligado às gestões de João Humberto Martorelli e Arnaldo Barros estejam na chapa de Antônio Júnior.

Por influências familiares, Antônio Júnior é rubro-negro e sócio do clube desde pequeno. Trabalhou no clube durante meados da década de 90, inclusive foi chefe da delegação de base que foi campeã de um torneio em Genebra, na Suíça, além de ter sido conselheiro em todos os períodos depois que saiu da direção do clube. Com relação a vida profissional, foi secretário do estado e atualmente é secretário da prefeitura do Recife.

"Sou um rubro-negro, um Sportano como dizem, com serviços prestados ao clube, de história dentro do clube, de ajuda durante esse período, inclusive com ajudas financeiras. Mas não tenho pretensão de ser um mecenas porque não sou. Precisarei da ajuda de todos para gerir o Sport se isso acontecer (ser eleito). Teremos uma administração extremamente austera, de responsabilidade financeira e fiscal, teremos um esforço muito grande na valorização da base, teremos a aplicação de princípios de governança e integridade, a renovação de jovens lideranças em todos os setores do clube, a valorização do sócio, a criação do condomínio de credores, defender e cumprir o novo estatuto, que está sendo modernizado, e aumentar a participação feminina dentro do Sport, que é muito pequena, além de trabalhar o marketing moderno e colocar o Sport dentro do mundo da tecnologia", afirmou Antônio.

Mesmo sem oficializar à candidatura, uma das coisas já está definida. Atual vice-presidente do Conselho Deliberativo do Sport, Ricardo Sá Leitão está com Antônio Júnior, e será o presidente do Conselho caso ele seja eleito. "Está comigo. Ele (Ricardo) será o meu presidente do Conselho", afirmou o candidato, que promete uma gestão com renovação e experiência caso seja eleito.

"Vou misturar renovação com experiência. A gente tem que dar oportunidades para os mais jovens, mas os jovens precisam aprender com experiência. Não vamos abandonar a experiência de quem conhece o Sport. O Sport já foi o maior clube do Nordeste e precisa retomar a sua posição. Mas só vai retomar com austeridade administrativa, com renovação e novos princípios de administração. Se não for assim, não vai", finalizou Antônio Júnior.

Comentários

Últimas notícias