Leão

Goleiro admite baixo desempenho do ataque do Sport no Brasileirão

Luan Polli admite baixa produtividade do ataque do Sport na Série A

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 24/11/2020 às 7:17
Notícia

ANDERSON STEVENS/SPORT
Luan Polli destacou necessidade do Leão corrigir erros - FOTO: ANDERSON STEVENS/SPORT
Leitura:

Sem o técnico Jair Ventura (em isolamento por causa da covid-19), sobrou para o goleiro Luan Polli tentar explicar a segunda derrota seguida do Sport, dentro da Ilha do Retiro, nessa segunda-feira, pela Série A. Um dos líderes do elenco, ele admitiu que o ataque vem deixando a desejar nos jogos. Os rubro-negros marcaram apenas um gol nas últimas cinco rodadas. Além disso, o time acumula apenas uma vitória, por 1x0 em cima do Athletico-PR, dois empates por 0x0 com Atlético-MG e Ceará, e duas derrotas, para o Vasco (2x0) e Atlético-GO (1x0).

"Realmente foi um jogo que tivemos mais a posse de bola, volume, mas não conseguimos concluir em gol. Precisamos de calma, tranquilidade, e principalmente trabalhar para corrigir os erros. Temos que observar quais são as falhas no último terço para poder conseguir chutar mais e fazer o gol", afirmou o arqueiro leonino.

LEIA MAIS

> Rithely comemora vitória em cima do Sport na estreia pelo Atlético-GO

> Sport sofre derrota para Atlético-GO e fica muito perto do Z-4 do Brasileirão

> Acompanhe lance a lance da derrota do Sport para o Atlético-GO

Outro ponto admitido por Luan Polli foi a proximidade com a zona de rebaixamento. Isso porque o Sport caiu bastante na classificação, ocupa a 15º posição com 25 pontos e apenas um separa da zona de rebaixamento. O Vasco é o 17º colocado com 24.

"É difícil essa zona e esses resultados que não estão acontecendo. Incomoda a gente. Ainda mais porque tem essa proximidade com uma região que ninguém quer conviver na classificação. É necessário trabalhar, corrigir os erros e buscar mudar essa situação. Precisamos sair dessa zona desconfortável o quanto antes", afirmou o goleiro.

Polli salientou que não existe fórmula mágica para o Sport reencontrar o caminho das vitórias. Segundo ele, só com um empenho ainda maior nos treinos será possível se afastar da zona da degola. "É um momento complicado. Precisamos falar menos e agir mais. Trabalhar focado. Nem tudo está perdido, nem tudo está errado. Temos coisas boas, fizemos coisas boas. Agora é trabalhar focado e buscar os resultados fora", comentou Luan.

Agora, o Sport encara uma sequência pesada de dois jogos consecutivos longe de Recife diante do Santos e São Paulo, respectivamente. Para sábado, contra o Santos, os recém-contratados e atacantes Dalberto e Vinícius Popó devem surgir como opção no banco de reservas. Além deles, o lateral-direito Raul Prata e o volante Marcão podem ser liberados da transição física, já que saíram do departamento médico na semana passada.

Comentários

Últimas notícias