Leão

Presidente licenciado estipula prazo para Sport quitar dívida com Sporting

Em 2017, o Leão comprou o atacante André junto ao clube português, vendeu ao Grêmio no ano seguinte e não efetuou o pagamento da aquisição

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 03/03/2021 às 23:25
Notícia

TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Milton Bivar pediu afastamento do cargo de presidente no último mês de novembro - FOTO: TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Leitura:

Presidente licenciado, Milton Bivar revelou em contato com o Jornal do Commercio e Blog do Torcedor, nesta quarta-feira, que espera quitar a dívida com o Sporting, de Portugal, "até o próximo dia 15" deste mês de março. Por causa do não pagamento da compra do atacante André, em 2017, o clube europeu entrou com um processo na Fifa contra o Leão em janeiro do ano passado. Depois de conseguir suspender o processo durante a última temporada, o time rubro-negro sofreu na última segunda-feira a primeira punição por causa do débito de cerca de R$ 6 milhões: não pode inscrever novos jogadores no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

LEIA MAIS

Confira a data, horário e locais dos jogos dos times pernambucanos na Copa do Brasil

Sport acerta renovação com lateral-esquerdo Júnior Tavares

Sport não aproveita bom segundo tempo e perde de virada para o Salgueiro pelo Estadual

Por débito com o Sporting, Sport terá R$ 6 milhões a menos para montagem do time

Thiago Neves comemora renovação com Sport e espera jogar com a Ilha do Retiro lotada

Por meio da conta pessoal no Twitter, Milton Bivar desabafou sobre a dívida. Como o Sport comprou, vendeu André e não pagou, o Sporting está irredutível quanto ao pagamento à vista. Sendo assim, o clube pernambucano aguarda o depósito do valor da premiação pela permanência na Série A do Campeonato Brasileiro, de quase R$ 12 milhões, que deve ser feito em breve pela CBF.

"Em 2019, a nossa foi cota foi de R$ 5,6 milhões. Como poderíamos pagar a dívida de R$ 6 milhões? Mesmo assim, subimos para a Série A e conseguimos a permanência, que nos gerou um alívio e condições de quitarmos esse débito. Isso graças ao nosso trabalho e de nossos atletas", afirmou o presidente licenciado.

NÃO É A PRIMEIRA VEZ

Em 2020, o Sport sofreu dois bloqueios do mesmo tipo. O primeiro por causa de uma dívida com o meia Mark González e o segundo devido ao débito com o Oleiros, de Portugal, em torno do também meia Diego Felipe. A diferença entre esses dois processos é que o caso de Mark estava correndo na Câmara Nacional de Resolução e Disputa (CNRD) e o impasse com o Oleiros na Fifa. Mas, em ambos, o Leão ficou impossibilitado de regularizar atletas.

Comentários

Últimas notícias