CASO ANDRÉ

Da compra em 2017 até a punição atual: relembre episódios do caso André envolvendo Sport e Sporting

Reportagem do JC fez uma linha do tempo com os principais acontecimentos envolvendo o caso

Lucas Holanda
Lucas Holanda
Publicado em 05/03/2021 às 16:24
Notícia
GUGA MATOS/ACERVO JC IMAGEM
Por débito junto ao Sporting, Sport está punido e não pode inscrever jogadores - FOTO: GUGA MATOS/ACERVO JC IMAGEM
Leitura:

Uma coisa vem tirando o sono da torcida do Sport: a punição pela Fifa, que impede o clube rubro-negro de registrar novos jogadores. O Leão foi punido por não ter quitado o débito de 907.500,00 mil euros (atualmente R$ 6 milhões) junto ao Sporting, time de Portugal, referente à compra do atacante André, ainda em 2017. A atual gestão aguarda o pagamento da premiação pela permanência na Série A, no valor total de R$ 11, 9 milhões, para quitar esse débito que atormenta os arredores da Ilha do Retiro, uma vez que o Sport pode até perder pontos na Série A de 2021 por conta do não pagamento da dívida.

Vale lembrar que o Sport desde 2019 tentou envolver alguns ativos na negociação para quitar o débito junto ao Sporting, mas o clube português não aceitou isso e nem o parcelamento. O Leão ofereceu os direitos econômicos do goleiro Mailson, do zagueiro Adyrelson e do atacante Juninho, mas a situação não foi resolvida. Diante deste cenário de indefinição, a reportagem do Jornal do Commercio realiza uma linha do tempo envolvendo todo esse imbróglio do caso André. Desde a compra feita pelo Sport, ainda em 2017, passando pela venda do jogador em 2018, até os dias atuais.

5 de fevereiro de 2017: Sport oficializa retorno de André

No dia 5 de fevereiro de 2017, o Sport oficializou a chegada do atacante André. Na época, o então presidente Arnaldo Barros acertou a compra de 50% dos direitos econômicos do atacante no valor de 1,2 milhões de euros. Ali o jogador retornava ao Leão, onde tinha feito uma ótima temporada em 2015. E o bom rendimento se repetiu, uma vez que André teve um desempenho até melhor em 2017 e foi uma das principais peças do Rubro-Negro no ano, inclusive fazendo o gol que sacramentou a permanência do Sport na Série A.

16 de março de 2018: Sport acerta venda de André ao Grêmio

No dia 16 de março de 2018, depois de uma negociação que se arrastou e foi cheia de polêmicas, o Sport acertou a venda do atacante André ao Grêmio, no valor de R$ 10 milhões e com o Rubro-Negro recebendo esse valor em cinco parcelas. Vale lembrar, aliás, que o Leão não gostou da maneira em que a negociação foi feita. Apesar de ter vendido e recebido pelo jogador, o Sport não pagou ao Sporting.

28 de janeiro de 2020: Sporting aciona o Sport na Fifa pelo não pagamento

No dia 28 de janeiro de 2020, o Sporting acionou o Sport na Fifa pelo não pagamento da dívida. Na época, o presidente Milton Bivar disse ao JC que o clube estava ciente da dívida e que iria procurar os portugueses para buscar um acordo antes mesmo da notificação chegar.

4 de março de 2020: Sport recebe notificação da Fifa

No dia 4 de março de 2020, A Fifa notificou o Sport sobre o débito. Na ocasião, a entidade máxima do futebol deu um prazo de 45 dias para o Leão quitar essa dívida com o clube português.

19 de março de 2020: ex-presidente Luciano Bivar tenta ajudar o Sport

O ex-mandatário e deputado federal, Luciano Bivar, esteve no Rio de Janeiro ao lado do presidente e irmão Milton Bivar em uma reunião na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) em busca de um acordo. Na época, quem confirmou a informação ao JC foi o presidente Milton Bivar.

30 de março de 2020: presidente diz que Fifa adiou o prazo

Já durante a pandemia do novo coronavírus e com as competições suspensas, a Fifa adiou o prazo para o pagamento da dívida. Na época, no dia 30 de março de 2020, o presidente Milton Bivar confirmou a informação em entrevista para Ralph de Carvalho, da Rádio Jornal.

7 de maio de 2020: Sport é condenado pela Fifa

A Fifa acabou não adiando e o prazo venceu no dia 14 de abril, fazendo com que, no dia 7 de maio de 2020, o Sport sofresse uma condenação por não pagamento. Na época, em nota enviada ao JC, a entidade máxima do futebol disse que o clube pernambucano foi condenado a pagar o valor de 907.500 euros.

21 de maio de 2020: Sport sinaliza ao Sporting que vai pagar o débito

No dia 21 de maio de 2020, em entrevista ao JC, o vice-presidente jurídico do Sport, Manuel Veloso, afirmou que o clube rubro-negro tinha comunicado ao Sporting que iria pagar o débito após a pandemia do novo coronavírus, e a paralisação de quase todos os setores da sociedade brasileira, com empréstimo em uma agência bancária.

13 de outubro de 2020: por não pagamento ao Sporting, Sport é punido

Assim que foi condenado, o Sport recebeu um prazo de 45 dias para quitar o débito junto ao clube português. Entretanto, mais uma vez isso não foi cumpriu e, no dia 13 de outubro de 2020, o presidente Milton Bivar confirmou ao JC que o Sport estava punido pela Fifa e, com isso, proibido de inscrever novos jogadores por conta da dívida.

14 de outubro de 2020: Sport sinaliza proposta para quitar débito

No dia 14 de outubro de 2020, o presidente Milton Bivar concedeu entrevista para Ralph de Carvalho, da Rádio Jornal, e disse que o Rubro-Negro estava preparando uma proposta com um aporte inicial muito bom para o clube português. Apesar da proposta, o Sporting se manteve irredutível e só quis receber à vista.

24 de fevereiro de 2021: Sport é punido pela Fifa e não pode inscrever

No dia 24 de fevereiro de 2021, a Fifa puniu o Sport pelo não pagamento da dívida com o clube português. A entidade máxima informou que o Leão estava proibido de inscrever novos jogadores a partir do dia 2 de março.

2 de março: VP jurídico diz que Sporting rejeita outra tentativa de parcelamento

No dia 2 de março, o vice-presidente jurídico do Sport, Manuel Veloso, afirmou que o Sport propôs outro parcelamento ao Sporting, dando uma entrada de 500 mil euros (3,38 R$ milhões) e parcelando o restante até o fim do ano. Apesar disso, o clube português não aceitou, reafirmando desejar apenas à vista.

3 de março de 2021: presidente promete quitação até 15 de março

No dia 3 de março de 2021, o presidente licenciado Milton Bivar disse ao JC que o plano é pagar a dívida até dia 15 de março. O Sport espera o recebimento da premiação pela permanência na Série A e, a partir daí, quitar o valor de forma integral, a punição terminar e o clube ter como inscrever novos jogadores.

Comentários

Últimas notícias