Leão

Milton Bivar diz que eleição do Sport vai definir "que modelo de gestão se quer para uma nação"

Pleito rubro-negro está previsto para acontecer nesta sexta-feira

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 06/04/2021 às 6:21
Notícia
DIEGO NIGRO/ACERVO JC IMAGEM
Milton Bivar pediu afastamento do cargo de presidente no último mês de novembro - FOTO: DIEGO NIGRO/ACERVO JC IMAGEM
Leitura:

Presidente licenciado e candidato à reeleição, Milton Bivar sinalizou que a eleição do Sport deve, enfim, ser realizada nesta sexta-feira. Em nota encaminhada à reportagem do Jornal do Commercio e Blog do Torcedor, no início desta terça-feira, ele ressaltou que o pleito vai servir para o sócio escolher o "modelo de gestão" que deseja para o biênio 2021-2022. Além dele, outros três opositores estão na disputa: Nelo Campos, Delmiro Gouveia e Eduardo Carvalho.

"Essa eleição no próximo dia 9 será, em minha opinião, um referendo. Tal qual um plebiscito, no qual se decide que modelo de gestão se quer para uma nação. Assumimos o Sport em 2019, com muita coragem, para a missão de resgatar o clube de uma segunda divisão, afundado em dívidas milionárias, dentro e fora do Brasil, com um passivo recorde em toda a sua história", escreveu o mandatário leonino.

LEIA MAIS

> “Não fechamos”, afirma Milton Bivar sobre negociação entre Sport e Dorival Júnior

> Eleição do Sport encaminhada para acontecer nesta sexta-feira após três adiamentos

> Nome forte para assumir Sport, Dorival Júnior só deve ser anunciado após eleição

> Técnico Dorival Júnior confirma procura do Sport: “Tivemos um contato inicial”

> Torcedor do Sport que fez tatuagem de Jair Ventura diz que não está arrependido da homenagem

Milton Bivar ainda destacou no pronunciamento que quitou mais de R$ 50 milhões de débito. Ele também chegou a criticar de forma indireta a gestão do antecessor Arnaldo Barros. Isso porque na chapa do principal concorrente, Nelo Campos, existem membros que fizeram parte da última diretoria. Como, por exemplo, o candidato a vice-presidente Leonardo Lopes, que foi participou da direção de futebol em 2018.

"Estamos chegando ao fim de nosso mandato com os objetivos traçados inicialmente, cumpridos, e mais de 50 milhões de reais em dívidas pagas, à custa de muito sacrifício, muitos deles refletidos em resultados dentro de campo", comentou o presidente licenciado.

"Nos anos de 2017 e 2018, esse grupo usava o “canto da sereia” para hipnotizar nossa torcida, nossos coirmãos nordestinos da Série A, “arrumavam sua casa” com administrações austeras e com visão de longo prazo", acrescentou Bivar.

Após três adiamentos, a eleição do Sport está marcada para a próxima sexta-feira. Em nota divulgada, no fim da noite dessa segunda-feira, a Secretaria de Saúde de Pernambuco sinalizou que deve liberar a realização do processo eleitoral. A direção executiva do Leão precisou apresentar um plano de segurança e prevenção contra a covid-19.

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA

Prezado Sócio do Sport Club do Recife,

Essa eleição no próximo dia 9 será, em minha opinião, um referendo. Tal qual um plebiscito, no qual se decide que modelo de gestão se quer para uma nação.

Assumimos o Sport em 2019, com muita coragem, para a missão de resgatar o clube de uma segunda divisão, afundado em dívidas milionárias, dentro e fora do Brasil, com um passivo recorde em toda a sua história.

Assumimos com o compromisso de administrar com austeridade, num projeto de no mínimo 6 anos, que tinha como princípio básico, devolver o Sport a Série A do Brasileiro, e lá mantê-lo, no seu lugar de fato e de direito. Somente por esse caminho teríamos condições financeiras de atingir nossos objetivos.

Voltamos a Série A em 2019 e com muito esforço nos mantivemos nela na temporada 2020, com o menor orçamento entre os 20 clubes da competição. Estamos chegando ao fim de nosso mandato com os objetivos traçados inicialmente, cumpridos, e mais de 50 milhões de reais em dívidas pagas, à custa de muito sacrifício, muitos deles refletidos em resultados dentro de campo.

Esse início de temporada 2021 é reflexo direto disso. E mesmo assim, nunca caímos na falácia de usar o discurso de empáfia – muito utilizado por nossos adversários nessa eleição do dia 9 – de que “nossos adversários serão apenas Flamengo e Corinthians”. Enquanto aqui, nos anos de 2017 e 2018, esse grupo usava o “canto da sereia” para hipnotizar nossa torcida, nossos coirmãos nordestinos da Série A, “arrumavam sua casa” com administrações austeras e com visão de longo prazo. Hoje colhem os frutos desse trabalho. Não existe saída mágica.

Estamos nesse caminho. Apenas dois anos se passaram de uma gestão corajosa, que enfrentou os problemas do clube de frente, e aplicou remédios amargos para tirá-lo da UTI, sem pirotecnia ou medidas populistas para enganar a torcida.

No próximo dia 9 estarei à disposição de nosso associado para dar continuidade a esse trabalho. Consciente de que somente assim, teremos de volta nosso Sport Club do Recife campeão, dentro e fora dos gramados.

Pelo Sport Tudo!

Milton Caldas Bivar
Recife, 05 de abril de 2021

Comentários

Últimas notícias