Clássico dos Clássicos

Sport mostra eficiência, vence clássico e quebra invencibilidade do Náutico no Pernambucano

O Leão e o Timbu estão garantidos na semifinais do Estadual

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 02/05/2021 às 18:14
Notícia
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Adryelson deve ser substituído por Sabino na zaga do Sport - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

Eficiente, o Sport venceu por 3x0 o Náutico, neste domingo, na Ilha do Retiro, em partida válida pela última rodada da primeira fase do Campeonato Pernambucano. Com a vitória no primeiro Clássico dos Clássico da temporada, o Leão quebrou a invencibilidade do Timbu, que poupou quatro titulares - o zagueiro Camutanga, os volantes Rhaldney e Djavan, e o atacante Vinícius, e estava com sete vitórias e um empate. Como o time alvirrubro, conquistou a liderança com duas rodadas de antecedência, o triunfo rubro-negro não afetou em nada a classificação de ambas as equipes na competição.

LEIA MAIS

> Confira as escalações de Sport e Náutico pelo Campeonato Pernambucano, com transmissão da Rádio Jornal

> Horas antes do clássico entre Sport e Náutico, sede do Timbu é alvo de vandalismo; veja vídeo

O Náutico, também já classificado para a Copa do Brasil de 2022, ficou na primeira colocação com 22 pontos e o Sport na segunda posição com dois a menos. Assim, os rivais estão garantidos nas semifinais do Pernambucano. O Leão aguarda o vencedor de Salgueiro (3º) x Vera Cruz (6º) e o Timbu enfrenta quem levar a melhor de Santa Cruz (4º) x Afogados (5º). As quartas de final acontecem nesta quarta-feira.

Ambas as partidas das semifinais acontecem na Ilha do Retiro e Aflitos, respectivamente, no próximo domingo. Lembrando que apenas a final é decidida em jogos de ida e volta.

 

O JOGO

O Náutico começou muito sonolento e cedendo bastante espaço para o Sport entre a primeira e segunda linha. Já o Leão, atuando dentro de casa, aproveitou o espaço para pressionar o adversário com o meio-campo muito veloz. Aos 4 minutos, em um vacilo da defesa alvirrubra, o time rubro-negro abriu o placar, aproveitando a sobra do escanteio, que não aconteceu.

Marciel cochilou, Neilton levou a melhor e tabelou com Maidana. O atacante foi até a linha de fundo pelo lado esquerdo e soltou uma bomba com a canhota para estufar a rede. Após o gol do Sport, o Náutico demorou um pouco para ajustar a marcação e viu o Leão levar perigo com Patric pelo lado direito.

Chegando na metade do primeiro tempo, o Timbu conseguiu controlar a posse de bola e colocou o rival todo no campo de defesa. No entanto, os alvirrubros encontraram muita dificuldade para penetrar na retranca leonina. Dessa maneira, forçou bastante a bola aérea, porém, Maidana levou a melhor em quase todas.

Na única que passou pela zaga do Sport, Bryan apareceu dentro da área e testou para o chão após bom cruzamento de Jean Carlos pelo lado direito. A bola quicou e obrigou Mailson a fazer grande defesa. A outra chance do Timbu aconteceu em chute de fora da área, muito bem defendido por Mailson. A bola ainda chegou a desviar em Marcão. Enquanto isso, o Sport ficou postado para o contra-ataque. E muito bem postado.

 Nenhuma descrição disponível.

Quando roubava a bola, o time rubro-negro saia para o ataque em velocidade com opções pelo meio e laterais. Em boas finalizações, Mikael, Júnior Tavares e Neilton levaram perigo ao gol de Alex Alves. No fim da etapa inicial, o Sport voltou a crescer na partida, contou com a sorte e teve êxito.

Aos 44, saindo em velocidade pelo lado esquerdo, Sander recebeu passe de Júnior Tavares e saiu livre até a linha de fundo. Ele cruzou forte rasteiro, a bola desviou em Ronaldo Alves, enganou Alex Alves e foi parar no fundo do gol. Lance que premiou a maior eficiência do Sport antes do intervalo.

No segundo tempo, o Leão voltou melhor que o Timbu. Logo, após cruzamento de Júnior Tavares pela ponta esquerda, Toró perdeu grande oportunidade de cabeça, livre de marcação, na pequena área. Na outra chance, o time rubro-negro não vacilou.

Em cobrança de falta pelo lado direito, aos 9, Patric levantou na grande área e zaga do Náutico parou no lance. Adryelson seguiu livre e desviou de cabeça para sacramentar a vitória rubro-negra no clássico. Isso porque o Náutico não esboçou nenhuma reação. O máximo que aconteceu foi um belo chute de Giovanny, que obrigou Mailson a fazer uma grande defesa nos últimos minutos.

FICHA DO JOGO - SPORT 3X0 NÁUTICO

Sport - Mailson; Patric, Maidana (Sabino), Adryelson (Rafael Thyere) e Sander; Marcão, Júnior Tavares e Thiago Lopes; Neilton (Maxwell), Toró (Everaldo) e Mikael (Tréllez). Técnico: Umberto Louzer.

Náutico - Alex Alves; Hereda, Ronaldo Alves (Yago), Wagner e Rafinha (Giovanny); Matheus Trindade, Marciel (Luiz Henrique) e Jean Carlos (Juninho Carpina); Erick (Paiva), Bryan e Kieza. Técnico: Hélio dos Anjos.

Local: Ilha do Retiro, Recife-PE. Árbitro: Rodrigo José Pereira de Lima. Assistentes: Marcelino Castro de Nazaré e Dhiego Cavalcanti Pereira. Gols: Neilton aos 4' e Ronaldo Alves (contra) aos 44' do 1ºT e Adryelson aos 9' do 2ºT. Cartões amarelos: Mailson, Maidana, Marcão, Toró, Everaldo e Neilton (Sport). Ronaldo Alves e Luiz Henrique (Nàutico).

Comentários

Últimas notícias