ELOGIOS AO TÉCNICO

Diretor de futebol do Sport elogia Umberto Louzer e projeta crescimento do time ao longo da Série A

Umberto Louzer tem seis jogos no comando do Sport e ainda não perdeu

Lucas Holanda
Lucas Holanda
Publicado em 02/06/2021 às 15:44
Notícia
ANDERSON STEVENS/SPORT
Sport busca primeira vitória na Série A. - FOTO: ANDERSON STEVENS/SPORT
Leitura:

Desde que chegou ao Recife, Umberto Louzer comandou o Sport em seis partidas. Apesar do vice no Pernambucano e das oscilações do time, além de algumas escolhas que geraram grandes questionamentos na torcida, o técnico está invicto e tem a confiança da diretoria leonina, que projeta evolução da equipe ao longo da Série A. De acordo com o diretor de futebol Manoel Veloso, Louzer tem um estilo de jogo diferente dos últimos treinadores e, ao implementar essa nova filosofia no elenco, o Rubro-Negro pode ter sucesso na temporada.

"Do ponto de vista de números, de resultados, ele ainda não perdeu. Ele mostrou algumas partidas muito boas. Após a partida em casa contra o Náutico, teve o jogo contra o Salgueiro e a gente não foi muito bem, além das finais que os dois empates falam por si só. Agora a gente acredita muito nele, até porque é uma mudança de estrutura de jogo. Umberto joga diferente, ele tem um estilo de jogo diferente, os treinamentos dele são com muitos conteúdos", afirmou Manoel Veloso, em entrevista ao comentarista Maciel Júnior, durante o programa Fórum Esportivo, da Rádio Jornal.

Por ter um dos elencos mais modestos da Série A em 2020, o Sport, comandado em quase todo o campeonato pelo técnico Jair Ventura, adotou uma postura reativa para sobreviver na competição. E deu certo, tendo em vista que o Rubro-Negro escapou do rebaixamento com antecedência. Agora, com uma equipe melhor em comparação com a do ano passado, o Leão quer adotar um modelo mais ousado em determinados momentos para ter um desempenho superior em 2021.

"Jair jogava diferente ano passado, algo que não era culpa dele, mas sim uma orientação da diretoria que comprou a briga dele nesse sentido, até porque a gente não tinha condições de fazer diferente. Mas esse ano a gente pode fazer mais. Umberto conseguiu extrair da Chapecoense ano passado, mesmo tendo um elenco bem simples, e foi campeão da Série B. E o que a gente pretende é mudar o estilo de jogo dos últimos dois anos, já que a gente não tinha muita condição financeira e tinha que jogar no contra-ataque", detalhou.

"E a culpa não era dos treinadores, era a gente que não dava material humano para eles fazerem diferente. Então a gente não pode reclamar do que eles fizeram, mas esse ano a gente está dando mais material humano e acreditamos que Umberto tem condição de dar um pouco mais de jogo para a gente. E só tem um jeito disso dar certo: jogar, até porque não tem como comprar entrosamento", finalizou.

o próximo compromisso do Sport é contra o Atlético Mineiro, no próximo domingo (6), na Ilha do Retiro. O duelo está marcado para 20h30 e você acompanha as emoções da partida nas ondas da Rádio Jornal.

Comentários

Últimas notícias