calor

Índia sofre com coronavírus, ciclone devastador, praga de gafanhotos e calor

A temperatura chegou a 50º C em partes do país

AFP
AFP
Publicado em 27/05/2020 às 7:37
Notícia
MONEY SHARMA / AFP
Garoto se refresca no dia mais quente dos últimos 20 anos na capital indiana - FOTO: MONEY SHARMA / AFP
Leitura:

Após ser afetada pela pandemia do coronavírus, um ciclone devastador e uma praga de gafanhotos nas últimas semanas, a Índia agora sofre com o calor. Nova Délhi, a capital do País, registrou esta semana as maiores temperaturas para o mês de maio em 18 anos e o termômetro superou 47 graus Celsius na terça-feira, anunciou o serviço de meteorologia. Perto de Nova Délhi, no estado vizinho de Rajasthan, a cidade de Churu registrou 50ºC.

A onda de calor que afeta o noroeste da Índia deve prosseguir até pelo menos quinta-feira (28), de acordo com o serviço de meteorologia, devido aos ventos do secos sobre o centro do país.

» Cão espera dono que morreu por causa do coronavírus em hospital na China por quase 3 meses

» França proíbe uso da hidroxicloroquina para tratar o coronavírus

Os meses de maio e junho são normalmente quentes e secos na Índia, com temperaturas superiores aos 40ºC. O calor diminui progressivamente com a chegada da estação das chuvas em junho.

Até o momento não foram registradas mortes durante a onda de calor. De acordo com dados oficiais, 3.500 pessoas morreram em consequência das temperaturas elevadas entre 2015 e 2019.


Comentários

Últimas notícias