nova cepa

Espanha detecta quatro casos da variante britânica do coronavírus; veja onde mutação chegou

A mutação do vírus, que segundo os especialistas é mais contagiosa, fez com que mais de 50 países, incluindo Brasil a Espanha, adotassem restrições de viagens com o Reino Unido

AFP
AFP
Publicado em 26/12/2020 às 8:52
Notícia
MARIO TAMA/GETTY IMAGES VIA AFP
A descoberta da mutação do coronavírus fez país se precaver ainda mais - FOTO: MARIO TAMA/GETTY IMAGES VIA AFP
Leitura:

As autoridades de saúde de Madri detectaram quatro casos da nova cepa de covid-19 descoberta no Reino Unido, informou neste sábado (26)o governo regional, confirmando assim as primeiras infecções da variante na Espanha. Além da Espanha, França e Suécia confirmaram um caso cada.

Os quatro casos estão vinculados a pessoas que chegaram recentemente do Reino Unido, afirmou Antonio Zapatero, vice-conselheiro de Saúde Pública da região de Madrid, em uma entrevista coletiva. "A situação dos pacientes confirmados não é grave, sabemos que a cepa é mais transmissível, mas não provoca gravidade", disse. "Não se deve tomar a notícia com nenhum tipo de nervosismo", completou Zapatero.

O país tem outros três casos suspeitos da variante, mas ainda aguarda os resultados dos exames. A mutação do vírus, que segundo os especialistas é mais contagiosa, fez com que mais de 50 países, incluindo Brasil a Espanha, adotassem restrições de viagens com o Reino Unido.

França detecta seu primeiro caso

Um primeiro caso da nova cepa de covid-19 que surgiu no Reino Unido foi detectado nesta sexta-feira (25), na localidade de Tours, centro da França, anunciou o Ministério da Saúde francês.

O primeiro caso positivo confirmado na França da nova variante do vírus foi detectado em um francês residente no Reino Unido e que está assintomático, informou o Ministério em um comunicado, no qual informou que o contagiado foi isolado em quarentena.

Após ter chegado "de Londres em 19 de dezembro (...), recebeu atendimento médico em um hospital e no dia 21 testou positivo", informou o ministério, assegurando que se trata do "primeiro contagiado pela variante VOC 202012/01", em território francês.

Segundo o previsto no protocolo implantado após a descoberta no sudeste da Inglaterra desta cepa, possivelmente mais contagiosa, foi solicitado um "sequenciamento" do vírus que contagiou o cidadão francês ao Centro Nacional de Referência de Vírus e Infecções Respiratórias (CNR), que confirmou nesta sexta a infecção por esta variante.

"As autoridades sanitárias procederam ao 'contact-tracing' (rastreamento de contatos) dos profissionais de saúde que cuidaram do paciente e das pessoas com as quais teve contato para que façam um isolamento estrito", acrescentou em um comunicado.

Além deste caso, "até agora, vários amostras positivas que poderiam evocar a variante VOC 202012/01 estão em curso de sequenciamento nos laboratórios do CNR", acrescentou o ministério.

Últimas notícias