SAÚDE

UE duplicará aporte a programa de vacinas Covax até atingir 1 bilhão de euros

O programa Covax tem como objetivo fornecer vacinas anticovid a 20% da população em cerca de 200 países e territórios participantes este ano

AFP
AFP
Publicado em 19/02/2021 às 8:55
Notícia

ILUSTRATIVA/KAZUHIRO NOGI/AFP
A presidente da Comissão Europeia também anunciará nessa cúpula um aporte de 100 milhões de euros para apoiar a campanha de vacinação contra a covid-19 na África - FOTO: ILUSTRATIVA/KAZUHIRO NOGI/AFP
Leitura:

A União Europeia vai anunciar, durante a reunião do G7 desta sexta-feira (19), que duplica sua contribuição para o programa Covax, destinado a fornecer vacinas contra o coronavírus para países com poucos recursos, até chegar a EUR 1 bilhão (US$ 1,2 bilhão) - informou uma fonte europeia.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, também anunciará nessa cúpula um aporte de 100 milhões de euros (US$ 120 milhões) para apoiar a campanha de vacinação contra a covid-19 na África, acrescentou a mesma fonte.

Esta contribuição adicional para o programa Covax será financiada pelo orçamento da UE.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, também deve anunciar uma contribuição, no valor de US$ 4 bilhões, para a Covax nessa reunião, antecipou a Casa Branca na quinta-feira (18).

O programa Covax tem como objetivo fornecer vacinas anticovid a 20% da população em cerca de 200 países e territórios participantes este ano. Inclui, sobretudo, um mecanismo de financiamento que permite que "92 economias de rendas baixa e média" tenham acesso a milhões de doses de vacinas.

Embora muitos países já tenham lançado - com sucesso variável - campanhas de vacinação em massa, cresce a preocupação com os países em franca desvantagem.

Na véspera do G7, o presidente francês, Emmanuel Macron, chamou de "insustentável" que os países pobres sejam negligenciados e sugeriu que os países ricos enviem de 3% a 5% de suas doses disponíveis para a África.

 

fmi/ahg/bl/tt

Últimas notícias