IMUNIZAÇÃO

Mundo tem capacidade de produzir 11,9 bi de vacinas em 2021, diz Unicef

Com esse número, seria possível vacinar toda a população mundial com 19 anos ou mais

Marcelo Aprígio
Marcelo Aprígio
Publicado em 03/05/2021 às 9:59
Notícia
TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Dados constam no painel de mercado de vacinas do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) - FOTO: TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Leitura:

O mundo tem a capacidade de produzir, ainda em 2021, até 11,9 bilhões de vacinas. É o que aponta o  painel de mercado de vacinas do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Segundo estimativas da entidade, laboratórios espalhados por todo o mundo poderiam produzir 4 bilhões de doses até o fim de junho e mais 7,9 no 2º semestre do ano.

Mesmo antes da Unicef divulgar os números, governos nacionais já haviam encomendado 11,6 bilhões de doses de vacina contra a covid-19. Com esse número, seria possível vacinar toda a população mundial com 19 anos ou mais (cerca de 5 bilhões de pessoas).

Desigualdade

As vacinas já encomendadas mostram, no entanto, desigualdade na distribuição dos imunizantes. Dos 11,6 bilhões de doses, 4,3 bilhões são apenas da União Europeia. Outras 3,7 bilhões pertencem aos Estados Unidos, enquanto 750 milhões são da União Africana.

De acordo com o painel da Unicef, o Brasil tem 641,4 milhões de doses encomendadas. O número inclui as 80 milhões de doses da vacina Sputnik V. Porém, o imunizante russo ainda não tem permissão de uso emergencial no país. Em 26 de abril, a Agência Nacional da Vigilância Sanitária (Anvisa) negou a permissão de importação e uso emergencial excepcional da vacina.

Em tese, as 641,4 milhões de doses permitiriam a vacinação dos 213 milhões de habitantes do Brasil em duas doses, segundo a projeção do IBGE para 2021. No entanto, a estimativa do quanto cada país tem de vacinas em acordos com laboratórios pode ser alterada por disponibilidade, questões de segurança e eficácia. Além disso, atrasos na produção e entrega podem acontecer.

A distribuição mundial de vacinas tem esbarrado em um problema: a Organização Mundial da Saúde (OMS) já afirmou que países ricos dificultam a obtenção de vacinas pelo consórcio da organização, a Covax Facility, uma aliança global, com mais de 150 países. Ela foi criada para incentivar o desenvolvimento e a distribuição de vacinas de forma mais igualitária. O Brasil é um dos países que recebe doses de vacinas do consórcio mundial.

Vacinação pelo mundo

Até a sexta-feira (30), 1.134 bilhão de doses já haviam sido aplicadas no mundo inteiro, segundo o "Our World in Data", site de estatísticas mantido por um grupo da Universidade de Oxford.

A velocidade de aplicação tem aumentado rapidamente. Ao final de janeiro, eram vacinadas 3,7 milhões de pessoas por dia no mundo. No final de fevereiro, 5,7 milhões. No final de março, 13,2 milhões. No final de abril, 17,9 milhões. Já no dia 30 de abril, foram vacinadas 22 milhões de pessoas.

Neste ritmo, o restante da população adulta do mundo inteiro poderia ser vacinada em menos de seis meses, se o problema fosse apenas de aritmética. 

Comentários

Últimas notícias