SEGURANÇA

Duas mulheres e uma criança feridas em tiroteio na Times Square, em Nova York

Não houve mortos. As três vítimas foram internadas em um hospital de Manhattan e, até agora, nenhuma prisão foi feita. Entorno de um dos pontos mais simólicos dos EUA ficou violento depois da pandemia

AFP
AFP
Publicado em 09/05/2021 às 12:18
Notícia
Angela Weiss / AFP
Times Square, um dos pontos turísticos de NY, nos Estados Unidos. - FOTO: Angela Weiss / AFP
Leitura:

Duas mulheres e um menino de quatro anos ficaram feridos na tarde deste sábado (8) em Times Square, Nova York, em um tiroteio cujos motivos são desconhecidos, informou a polícia local. O ataque ocorreu pouco antes das 17h, horário local (18h de Brasília), no cruzamento da 7ª Avenida com a 44ª Rua, revelou um porta-voz da polícia à AFP. As três vítimas foram internadas em um hospital de Manhattan e suas vidas não estavam em perigo, acrescentou.

Nenhuma prisão foi feita e a polícia disse que "a investigação está em andamento", sem dar mais detalhes. Uma coletiva de imprensa acontecerá na noite deste sábado. "Felizmente, esses espectadores inocentes estão em condições estáveis", tuitou o prefeito de Nova York, Bill de Blasio. "Os autores desta violência são procurados e a polícia os levará à justiça. O fluxo de armas ilegais que chega a Nova York deve ser interrompido", acrescentou.

EUA oferece ingressos, cerveja, maconha e dinheiro para levar pessoas para se vacinarem contra covid-19

Ponto simbólico

Times Square, um dos pontos turísticos da metrópole antes da pandemia, mudou desde que todos os cinemas fecharam em março de 2020. De acordo com um relatório recente da Times Square Alliance, a associação empresarial de bairro, a área registrou 25 crimes violentos no primeiro trimestre de 2021, contra 17 no mesmo período em 2020.

No final de março, a gravação em vídeo do ataque a um homem de 60 anos de origem asiática no bairro causou choque no país. Um homem com antecedentes criminais, que vivia em um hotel perto da Times Square convertido em centro de recepção para moradores de rua, foi preso e indiciado pelo crime. Os cinemas de bairro começarão a reabrir em 14 de setembro, e o prefeito de Nova York anunciou recentemente uma grande campanha para reviver o turismo a partir de junho.

Violência em alta

Os tiroteios em Nova York aumentaram dramaticamente desde o verão de 2020 e os protestos contra a violência policial que se seguiram à morte de George Floyd em Minneapolis, gerando polêmica sobre as causas e soluções para esse aumento, seis semanas antes das primárias para as eleições municipais. De acordo com as últimas estatísticas oficiais, Nova York teve 149 tiroteios em abril, contra 56 em abril de 2020 (+ 166%). O crime em geral aumentou 30% durante o mesmo período.

Últimas notícias