TRABALHADORES

Vale resgata 35 dos 39 funcionários presos em mina

Os quatro empregados restantes continuavam subindo com supervisão de equipes de resgate, de acordo com a empresa

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 28/09/2021 às 20:47
Notícia
Reprodução/Google Street View
Mina Totten em Sudbury, Ontário (Canadá) - FOTO: Reprodução/Google Street View
Leitura:
A mineradora brasileira Vale informou na segunda-feira (27) que 35 dos 39 trabalhadores que ficaram presos em uma mina subterrânea na cidade de Sudbury, no Canadá, voltaram à superfície. Os quatro empregados restantes continuavam subindo com supervisão de equipes de resgate, de acordo com a empresa.
Todos os funcionários saíram da mina por meio de um sistema de escada de saída secundária, devido a danos no eixo que tornaram a saída primária inoperante.
Na segunda-feira, os mercados financeiros chegaram a repercutira negativamente o incidente na mina canadense, mas as atenções dos investidores se desviaram do tema quando ficou claro de que aparentemente não havia vítimas. A empresa teve um histórico recente de acidentes com vítimas fatais, em Mariana e Brumadinho, ambas em Minas Gerais, ocorrida em 2015 e 2019, respectivamente (leia quadro nesta página).
Os papéis da mineradora, no entanto, têm sido castigados nos últimos dias, mas por outra razão: as incertezas sobre a economia da China e sobre os preços das commodities. Ontem, a mineradora viu suas ações caírrem 5% na B3, a Bolsa brasileira, fechando o dia a R$ 74,85.
No último domingo, 39 funcionários ficaram presos de 900 a 1,2 mil metros de profundidade na mina Totten, em Sudbury, na região de Ontário, após uma pá escavadeira ter se desprendido, bloqueando um acesso e inviabilizando o meio de transporte dos empregados (um elevador).
Segundo a Vale, os funcionários estavam na mina no momento do incidente e imediatamente dirigiram-se às estações de refúgio como parte do procedimento padrão de segurança da companhia. "Não há relato de ferimentos e eles têm tido acesso a água e comida", informou a mineradora.
Os funcionários estão sendo retirados, desde domingo à noite, por uma equipe de resgate por meio de escada secundária que já existia dentro da mina. "Resgatar os empregados de forma segura e rápida é nossa prioridade número um", acrescentou a empresa, em nota.
Níquel
No primeiro semestre deste ano, a mina de Totten produziu 3,6 mil toneladas de níquel, segundo a gigante da mineração. A produção na mina está temporariamente suspensa, e a companhia avalia medidas necessárias para retomada da produção. A mina foi aberta em 2014 e hoje emprega cerca de 200 funcionários.
O sindicato dos trabalhadores da mineração da região acompanha de perto o trabalho de resgate dos trabalhadores, tendo afirmado a veículos de imprensa que se trata de uma situação delicada, já que o processo de saída de uma mina via escada é uma tarefa que exige grande esforço físico.
 

Últimas notícias