imunizante

Cientistas de Portugal desenvolvem vacina contra covid-19 em forma de suco e iogurte

O produto também poderá ser utilizado para potencializar vacinas convencionais

Bruna Oliveira
Bruna Oliveira
Publicado em 12/11/2021 às 16:18
DIVULGAÇÃO/LABMI-IPP
Vacina poderá ser ingerida em formato de suco de fruta ou iogurte - FOTO: DIVULGAÇÃO/LABMI-IPP
Leitura:

Com informações do UOL

Pesquisadores do Instituto Politécnico do Porto (IPP), em Portugal, têm desenvolvido uma vacina contra a covid-19 comestível, que poderá ser ingerida no formato de suco fruta ou iogurte.  O prduto está na primeira fase de testes, a de estudos in vitro. A previsão é que os testes em animais sejam iniciados em breve. 

De acordo com o UOL, uma nota do IPP informou que a potencial imunização tem como base extrato de cenoura geneticamente modificado para servir de estímulo à imunidade celular. Em contraponto, as vacinas tradicionais, no entanto, estimulam a produção de anticorpos.

A expectativa é de que a vacina de iogurte fique pronta primeiro de que a de suco, com prazo para poder ser administrada dentro de seis meses a um ano. O outro formato tem prazo mais longo, porque as plantas modificadas têm de crescer e dar frutos antes de serem transformadas na bebida, segundo Rúben Fernandes, um dos responsáveis pelo Laboratório de Biotecnologia Médica e Industrial, que concedeu entrevista à agência Lusa.

Ainda de acordo com Fernandes, o produto também poderá ser utilizado para potencializar vacinas convencionais.  Além disso, além de estar sendo produzida para combater à covid-19, a tecnologia poderá ser utilizada tratar outras doenças infecciosas.

 

 

Comentários

Últimas notícias